Assinar
Sociedade

Ribeira dos Milagres foi alvo de mais uma descarga poluente

A Ribeira dos Milagres, no concelho de Leiria, foi mais uma vez alvo de uma descarga poluente.

A Ribeira dos Milagres, no concelho de Leiria, foi mais uma vez alvo de uma descarga poluente. Segundo o porta-voz da Comissão Ambiente e Defesa da Ribeira dos Milagres, Rui Crespo, as descargas das suiniculturas intensificam-se sempre que as condições meteorológicas prevêem pluviosidade. “Sempre que é oportuno fazem descargas para a Ribeira, é a forma mais fácil e económica”, acrescentou o porta-voz.

No local, a GNR tomou conta da denúncia, mas, para Rui Crespo, “não é às 10h00 ou 11h00 da manhã que vão apurar o que aconteceu”, uma vez que o que resta são vestígios.

“Eu desafio quem quiser a ir numa noite qualquer à Ribeira, porque há descargas todas as noites entre as 22h00 e as 23h00” sublinhou.

Tendo em conta a lei, cada suinicultura é obrigada a ter uma estação de pré-tratamento, alerta o porta-voz, explicando que quando as “lagoas” enchem os responsáveis são obrigados a “transferir para a linha de água mais próxima” os efluentes, já que a Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) Norte “trata 280 metros cúbicos de efluentes por dia, na melhor das hipóteses”, embora a capacidade atribuída seja de 700 metros cúbicos, o “que é incompatível” com a realidade e simultaneamente “uma forma de camuflar o problema”.

Com os terrenos saturados das descargas anteriores, “voltámos à estaca zero”, sublinhou Rui Crespo que atribui as culpas aos suinicultores e ao governo, já que “também é responsável por esta situação”.

Anabela Pato

Anabela.pato@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.