Assinar Edições Digitais
Sociedade

Câmara quer transformar Leiria numa eco cidade

A Câmara Municipal quer transformar Leiria numa eco cidade, através da pedonalização de várias ruas e da retirada do tráfego automóvel que atravessa a cidade.

A Câmara Municipal quer transformar Leiria numa eco cidade, através da pedonalização de várias ruas e da retirada do tráfego automóvel que atravessa a cidade, anunciou o vereador com o pelouro do Ambiente da autarquia.

“O objetivo fundamental é devolver a cidade aos cidadãos”, disse António Martinho, explicando que a iniciativa “significa pedonalizar parte da cidade” e que esta “não seja uma zona de atravessamento automóvel”.

Considerando que cidadãos e comerciantes “têm este sentimento”, António Martinho esclareceu que o propósito final do projeto é tornar a capital do distrito numa cidade “mais agradável, ecologicamente mais sustentada e uma cidade, sobretudo, onde o cidadão tenha prazer em se deslocar, em viver”.

Segundo a proposta hoje apresentada, várias ruas do Centro Histórico, onde incide parte do projeto, vão ser parcialmente encerradas de forma gradual.

Já no Rossio da cidade, a avenida Heróis de Angola, passa a ter apenas uma faixa de rodagem, com os passeios a ocuparem mais área, o mesmo sucedendo na rua Mouzinho de Albuquerque, vias usadas pelos automobilistas para atravessarem a cidade.

“Este é o facto mais perturbador do ambiente da cidade”, declarou, apontando a existência de parques de estacionamento no interior e periferia da cidade, com cerca de 4500 lugares, 1500 dos quais não tarifados, que suportam este projeto.

Questionado sobre o início de implementação do projeto, o autarca explicou que primeiro Leiria “tem que ter as zonas circulares [rodoviárias] perfeitamente funcionais”, apontando a construção, em curso, de uma rotunda aérea sobre o itinerário complementar 2, na zona sul da cidade.

António Martinho referiu ainda que terão de estar concluídos os trabalhos de requalificação do espaço público, que decorrem no âmbito do Programa de Acção para a Regeneração do Centro Histórico de Leiria, mas escusou-se a dar uma data.

Sobre a conclusão do investimento, cujo valor não está ainda apurado, o vereador com o pelouro do Ambiente adiantou: “Se estivesse concluído no final deste mandato, seria ótimo”.