Select Page

Pais reclamam em Leiria o direito de estar com os filhos

Pais reclamam em Leiria o direito de estar com os filhos

Uma vigília de alerta contra a síndrome de alienação parental tem lugar amanhã, sábado, no Largo Santana, em Leiria. Os pais reclamam o mesmo direito do que as mães a participar na vida do filhos.

Segundo um dos elementos da organização, residente em Leiria, muitos pais, após o divórcio, estão impedidos de ver os filhos por influência e manipulação das mães que os usam “como arma de arremesso” contra os progenitores, que ficam alienados da sua vida e educação.

“Não conseguem separar as águas e criam uma imagem errada do pai junto dos filhos”, afirma, lembrando que este afastamento também tem consequências para os avós que “sofrem imenso” por não poderem ver os netos.

O encontro, a decorrer no Dia do Pai entre as 10 e as 11 horas, junto ao antigo BNU – hoje tribunal – surge de uma “iniciativa espontânea” e visa ainda alertar para a necessidade de o sistema judicial ser equilibrado na atribuição do poder paternal.

Actualmente, a guarda dos filhos continua a ser entregue maioritariamente às mães, “um reflexo do conservadorismo da nossa sociedade”, refere o mesmo pai.

Por outro lado, as instâncias judiciais são lentas na apreciação dos processos de alteração da regulação das responsabilidades parentais, sustenta.

“Se um pai deixar de pagar a pensão de alimentos, os tribunais actuam de imediato, e concordamos com isso”, sublinha. Em contrapartida, porém,  não são tão céleres na apreciação dos processos de revisão da regulação paternal, adianta.

“O meu filho já pode pernoitar comigo e pode ficar comigo mais tempo ao fim-de-semana. Mas a decisão demorou dois anos a ser proferida. Há casos em que demora muito mais”, acrescenta.

“O que pedimos é que haja um maior equilíbrio, até porque pais e mães têm condições de vida muito idênticas e partilham as mesmas responsabilidades e tarefas”, explica ao REGIÃO DE LEIRIA.

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt

3 Comentários

  1. maria de fatima

    PROTEÇÃO !!!! AONDE ESTA ESTA PROTAÇÃO SEJA CLARA , NAO VEJO NENHUMA PROTEÇÃO PARA OS PAIS QUANDO AS MAES MENTIROSAS E SEM AMOR AOS FILHOS PERTUBAM COM ESSAS FALSAS MEMORIAS AS CABEÇAS DAS CRIANÇAS QUE NADA TEM A HAVER COM A SEPARAÇÃO DOS DOIS . TEM GENTE MAIS LOUCA DO IMAGIONAMOS.

    Responder
  2. claudia

    tanta protecção para estes pais que nunca quiseram saber dos filhos e no fim de estarem criados e nao usarem fralda vêem-nos buscar como se nada fosse.Esquecem aniversários e aqueles dias de maior importanciacomo natal, ano novo, pascoa dia da criança, entre outos. Fundamental esquecem os sentimentos que a criança tem. Quem quer pais destessss

    Responder
  3. m.moiteiro

    a atitude é bem vinda dos pais, só que quando as crianças fazem algo errado deveram ser e querer o mesmo direiro tambem

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que a Agência Mundial Antidopagem tenha proibido a Rússia, durante quatro anos, de participar em todas as competições desportivas globais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo