Assinar Edições Digitais
Sociedade

Abrigo junto à praça de taxis de Leiria divide opiniões

A Câmara de Leiria instalou um abrigo junto à praça de táxis do Teatro José Lúcio da Silva. A cobertura visa proteger os utentes do sol e da chuva, mas a solução tem suscitado algumas críticas.

A Câmara de Leiria instalou um abrigo junto à praça de táxis do Teatro José Lúcio da Silva. A cobertura visa proteger os utentes do sol e da chuva, mas a solução tem suscitado algumas críticas.

O assunto foi levantado na última reunião de Câmara pelo vereador do PSD Carlos Vitorino, que questionou a maioria socialista sobre a opção encontrada, depois ter sido alertado por alguns taxistas. Segundo o autarca, a estrutura “não se insere urbanisticamente, nem serve para proteger ninguém”.

Entre os motoristas de táxis, as opiniões divergem, e há quem considere que “é melhor do que nada”. Amílcar Domingues entende que, além de faltar um banco, o referido abrigo “não protege totalmente da chuva”. “Mas é melhor do que os clientes ficarem totalmente desprotegidos”, nota.

“É uma solução”, partilha um colega, apesar de “não ser a melhor”. “Poderia ter sido escolhida uma estrutura semelhante à dos abrigos para os passageiros dos autocarros”, defende. Ambos consideram que todas as praças deveriam ter uma cobertura para servir passageiros e motoristas, o que não acontece em Leiria.

Mas há também quem alega que o abrigo até nem faz muita falta aos clientes. “Nós é que esperamos pelos utentes e não o contrário”, explica um outro taxista, lembrando que a oferta do serviço de táxi tem sido superior à procura. Quanto ao abrigo, “não estou satisfeito, nem deixo de estar. Respeito o trabalho dos outros”, refere, embora reconheça que a obra possa estar “incompleta”.

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt 
Foto: Joaquim Dâmaso
joaquim.damaso@regiaodeleiria.pt