Assinar Edições Digitais
Sociedade

Câmara de Leiria quer terminal rodoviário junto do estádio

A Câmara de Leiria aprovou a desafectação do domínio público municipal de uma parcela de terreno com cerca de 8 mil metros quadrados, destinada ao novo terminal rodoviário de Leiria.

A Câmara Municipal de Leiria aprovou a desafectação do domínio público municipal para o domínio privado do Município de uma parcela de terreno com cerca de 8 mil metros quadrados, destinada à construção do novo terminal rodoviário de Leiria.

A medida mereceu a abstenção de três vereadores do PSD (Neusa Magalhães, Filipa Alves e Gastão Neves) e o voto contra de Carlos Vitorino, eleito pela mesma bancada.

Da mesma forma votou também Blandina Oliveiram, a vereadora eleita pelo PS que se incompatibilizou com a maioria que integrava.

A discussão fez-se à mesa da reunião ordinária do executivo, dia 13 de Dezembro. Carlos Vitorino lamentou a falta de estudos que sustentem ser aquele o local mais adequado para construir o novo terminal da Rodoviária.

“Tudo isto deveria ser equacionado, num estudo objectivo, para saber o que se pretende para a cidade em matéria de transportes de passageiros”, disse o vereador, secundado nas críticas pelos restantes membros da bancada social-democrata.

Gonçalo Lopes (PS), que presidia à reunião, sustentou que em causa não estavam, para já, as condições de cedência do direito de superfície.

“É uma zona livre em termos de PDM(Plano Director Municipal), próxima do centro da cidade, e que ao mesmo tempo também serve à Rodoviária do Tejo”.

O local em causa serve de base à feira (mercado do Levante), às terças e sábados, para a qual a Câmara não encontrou ainda alternativa.

(notícia publicada na edição de 16 de Dezembro de 2011)

Paula Sofia Luz
paula.sofia@regiaodeleiria.pt