Assinar Edições Digitais
Mercado

Nova fábrica de telhas arranca em Porto de Mós até ao verão

A cerâmica CS – Coelho da Silva, no concelho de Porto de Mós, já começou a construir uma nova unidade industrial, que possivelmente ficará concluída durante o primeiro semestre.

A cerâmica CS – Coelho da Silva, no concelho de Porto de Mós, já começou a construir uma nova unidade industrial, que possivelmente ficará concluída durante o primeiro semestre.

A empresa de telhas e acessórios para revestimento de coberturas, com instalações no Juncal, foi fundada há 85 anos e está entre os líderes do seu sector de atividade.

O investimento tem em vista adicionar capacidade de resposta para alimentar a procura externa, permitindo à CS aumentar o volume de exportação num momento em que o mercado interno dá sinais de vir a depender essencialmente das obras de reabilitação.

A administração da empresa optou por não comentar o empreendimento, nesta fase. De acordo com o projeto aprovado pela Câmara Municipal de Porto de Mós, há um ano, estão em causa mais de 20 milhões de euros de investimento, implicando a criação de 40 postos de trabalho.

Trata-se da quinta unidade de produção no complexo da Coelho da Silva no Juncal e ocupará uma área de 15 mil metros quadrados.

A capacidade instalada atual garante uma produção de 49 milhões de peças por ano, de acordo com a informação tornada pública na página da empresa na internet.

(notícia publicada na edição de 27 de janeiro de 2012)