Assinar Edições Digitais
Sociedade

Austeridade roubou 4.401 empregos à região

São mais de 24 mil desempregados desde a chegada da Troika. O desemprego na região cresceu acima da média nacional.

Em média, a região “ganhou” 16 novos desempregados por cada dia que passou desde que o acordo de resgate financeiro de Portugal foi assinado com a Troika, em maio do ano passado. O REGIÃO DE LEIRIA fez as contas aos números disponibilizados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e comparou o número de desempregados inscritos nos centros de emprego em maio, e aquele registado em janeiro último.

Os dados são reveladores: os desempregados dos concelhos do distrito de Leiria e Ourém, equivalem à população do concelho de Porto de Mós. E nestes últimos nove meses, a multidão de desempregados – que já encheria o quase sempre deserto Estádio de Leiria – foi engrossada por 4.401 pessoas.

Em suma, há 24.683 pessoas inscritas nos centros de emprego da região.

É certo que o desemprego acelerou em todo o país (o número de inscritos subiu 20,2%), mas na região já está a aumentar a um ritmo superior à média nacional, atingindo os 21,7%.

Mais surpreendente é o facto de serem os concelhos no “coração” da região, os campeões no crescimento do desemprego na região nestes últimos nove meses: em Porto de Mós subiu 36%, na Batalha e em Ourém 35%, em Leiria 29% e até mesmo na Marinha Grande o número de desempregados cresceu 24%.

(Leia a notícia na íntegra na edição de 24 de fevereiro de 2012)

Carlos S. Almeida
carlos.almeida@regiaodeleiria.pt