Assinar Edições Digitais
Mercado

Exportações sobem 17% e atingem novo máximo no distrito de Leiria

1.477 milhões: As saídas de bens do distrito de Leiria fixaram em 2011 o valor mais alto desde o nascimento do Euro.

As exportações de bens com origem em empresas sediadas no distrito de Leiria subiram para 1.477 milhões de euros no ano passado. Um acréscimo de 17,3% face a 2010, acima da média nacional (15,2%), que traduz um incremento de 218 milhões de euros no volume de negócios, em termos absolutos.

Atingem assim o valor mais alto desde o nascimento da moeda única, em janeiro de 2002. Durante o reinado do euro, de resto, as vendas ao estrangeiro acumulam já um crescimento de 84%.

Os dados que o Instituto Nacional de Estatística (INE) acaba de disponibilizar ao REGIÃO DE LEIRIA indicam que também o saldo comercial melhorou, em 16%: a diferença entre exportações e importações é agora de 311,2 milhões de euros positivos.

O que transforma o distrito de Leiria num exemplo de contraste com a realidade portuguesa, feita de uma balança de pagamentos tradicionalmente deficitária.

Jorge Santos, da direção da Associação Empresarial da Região de Leiria (NERLEI), salienta que “há um grande esforço” dos empresários “no sentido de conseguirem explorar melhor as oportunidades que podem surgir a nível externo”.

Um esforço que, na opinião do administrador da Vipex, justificaria “um trabalho muito mais forte em termos de diplomacia económica”.

(Leia a notícia na íntegra nas páginas 22 e 23 da edição de 24 de fevereiro de 2012)

Cláudio Garcia
claudio.garcia@regiaodeleiria.pt