Sporting Clube de Portugal quis conhecer melhor o trabalho desenvolvido pelo Núcleo Sportinguista de Leiria em basquetebol e prepara-se para lançar uma academia piloto em Leiria.

Luís Zambujo

Luís Zambujo, coordenador de basquetebol do NSL, que o projeto vai mudar a modalidade e, em breve, existiram várias centenas de jovens a praticar minibasquete em todo o país.

REGIÃO DE LEIRIA – Depois do sucesso que foi o primeiro torneio de minibasquete, dirigentes do Sporting Clube de Portugal quiseram conhecer melhor o vosso trabalho. Em que resultou a reunião que tiveram?

Luís Zambujo –  De facto o nosso torneio foi um grande momento de minibasquete, o maior até hoje realizado em Leiria e contámos com a participação de 260 crianças. Por coincidência, no fim-de-semana seguinte o NSL inaugurou a sua nova sede, tendo estado presente o presidente do Sporting Clube de Portugal, Luís Godinho Lopes, que foi recebido pelos nossos atletas e teve oportunidade de visionar vídeos do torneio, tendo ficado bastante agradado com o que viu e com as explicações sobre o funcionamento do nosso projecto. Mais tarde, e por sua indicação, fui contactado pelo dirigente do basquetebol, Edgar Vital, e, esta terça-feira, reunimos em Leiria, conjuntamente com Jaime Brito da Torre, Coordenador Técnico do Basquetebol do Sporting.

Nesta primeira reunião, falou-se sobre o arranque das Academias de Basquetebol do Sporting, que inicialmente irão funcionar em três localidades para além de Lisboa, sendo Leiria a academia piloto, em virtude do reconhecimento do trabalho que temos vindo a desenvolver. Iremos fazer tours pelo país, onde há Núcleos do Sporting e instituir essas academias em vários distritos, um pouco à imagem das academias de futebol, teremos encontros entre coordenadores com alguma regularidade com clinics formativos, e Leiria, também pela sua centralidade geográfica, será o ponto de encontro da coordenação do basquetebol do Sporting.

REGIÃO DE LEIRIA –Qual vai ser o papel do Núcleo Sportinguista de Leiria no desenvolvimento da modalidade?

Luís Zambujo -Seremos sem dúvida, uma peça importante no desenvolvimento do basquetebol do Sporting, na sua vertente de formação, principalmente no minibasquete, e como se trata de um clube que é nem mais nem menos que a maior potência desportiva nacional, estou certo de que, brevemente, poderemos ter com essas academias mais umas centenas de jovens a praticar basquetebol no nosso pais. Seremos o modelo para os Núcleos do Sporting, para que estes possam criar, nas suas localidades, academias de basquetebol. Agora o que é necessário é também a colaboração das instituições escolares, que devem abrir-se a iniciativas deste género. Outro factor importante é a compreensão dos pais, que devem entender que o dinheiro por mês investido no prazer de praticar desporto e nos benefícios que isso acarreta para os seus filhos são muito mais lógicos do que o dinheiro que se gasta em outras coisas. Para além de mais saudável até sai mais barato.

REGIÃO DE LEIRIA – Preparam-se também para ser a primeira Escola Portuguesa de Minibasquete certificada pela Federação Portuguesa de Basquetebol da cidade de Leiria. Como surgiu esta oportunidade e o que representa esta certificação?

Luís Zambujo – O projecto que elaborei para o Núcleo Sportinguista de Leiria, tinha esse como um dos objectivos a cumprir, e de facto vamos ser certificados na próxima época. Objectivo atingido. Cumprimos todos os requisitos, superámos o número mínimo de atletas inscritos com idade de minibasquete, temos os treinadores com o grau de formação exigida, temos espaço para treinar quer nos períodos horários quer no número de treinos semanais exigidos, etc. e será com grande orgulho que para a próxima época ostentaremos o Certificado de Qualidade de Escola Portuguesa de Minibasquete. No entanto, o nosso trabalho vai no sentido de que este estatuto nunca seja perdido, é para manter, e assim daremos o nosso contributo para a boa qualidade na formação de atletas, quer como desportistas, quer como cidadãos, uma vez que o nosso primeiro objectivo é formar bons cidadãos para o futuro do ponto de vista moral e cívico com prazer e satisfação na aprendizagem desta magnifica e modalidade desportiva que é o basquetebol.