Assinar Edições Digitais
Desporto

Designers de Alcobaça criam rampas de skate para a Europa

A oferta de módulos em formato kit pode abrir as portas da exportação à empresa instalada por um grupo de amigos numa pequena carpintaria familiar.

É a partir de um discreto gabinete na freguesia de Montes, nos arredores de Alcobaça, que a equipa da Suba Ramps pretende invadir a Europa com uma nova linha de mini-rampas e acessórios para os praticantes de skate, inline e BMX.

Gonçalo Silva (ao centro, Duarteo Marques e Rui Santos, no coração da Suba Ramps (fotografia: Joaquim Dâmaso)

A ideia, que andava há anos a manobrar na mente do designer industrial Gonçalo Silva, desde os tempos em que construía os seus próprios declives e obstáculos, ainda adolescente, passa por aproveitar uma aparente lacuna no mercado e apanhar boleia do crescimento dos desportos radicais, que começam a alimentar diversos negócios na região.

“Ter uma Suba Ramps em casa é como ter um misto de ginásio com parque de diversões privativo”, descreve a empresa, que se propõe a tirar as crianças da frente das consolas e computadores.

Leia a notícia na íntegra nas páginas 22 e 23 da edição de 25 de maio de 2012.

Outros projetos:

Vestuário e comunicação
Com a marca Nüts, três amigos criaram quase por brincadeira um negócio que hoje começa a ser um caso sério. A partir de Leiria, propõem uma linha de roupa, material técnico e acessórios para desportos como o bodyboard, surf, skimming, skate e snowboard. A estratégia de Gonçalo Correia, Miguel Bernardes e Diogo Pombeiro tem passado pelo apoio a atletas de renome nacional que funcionam como embaixadores. A empresa já entrou em duas novas áreas: comunicação e lazer.
 
 

 

Pranchas com identidade
Em Leiria fica uma das lojas mais conhecidas no mundo do skate. Além de comercializar material diverso, a Tribos Urbanas desenvolve pranchas personalizadas. As criações de Steve Carreira dão espírito às ruas depois de correrem mundo. O desenho passa a filme na China e vai ao Canadá para ser fixado na tábua.
 
 

 

Surf por dentro e por fora
Em Ourém, o shaper Rodrigo Figueira constrói as pranchas da sua própria marca de surf, a Guigz Boards. A linguagem gráfica que imagina e imprime já foi adotada por dezenas de praticantes. Em Alcobaça, a Master Blank tem planos para retomar o fabrico de miolo para pranchas de surf, suspenso há cerca de dois anos.