Assinar Edições Digitais
Sociedade

Quintal comunitário de Alcaria com lotação esgotada

Há cerca de um ano que na pequena freguesia de Alcaria, em Porto de Mós, se dinamiza o Quintal Comunitário. Formação em agricultura biológica ou a exposição, venda e troca de abóboras são exemplos de ações programadas.

Há cerca de um ano que na pequena freguesia de Alcaria, em Porto de Mós, se dinamiza o Quintal Comunitário. Formação em agricultura biológica ou a exposição, venda e troca de abóboras são exemplos de ações programadas.

Um lanche na horta (fotografia: http://alcariaaldeianaserra.blogspot.pt)

Arrancou no verão do ano passado pela mão da junta local e Benvida Januário, a presidente, está satisfeita com o resultado.

Passado pouco mais de um ano do arranque do quintal, todos os 15 canteiros da horta partilhada estão preenchidos.

Alguns dos agricultores que cultivam um pequeno espaço são de Alcaria, mas também há utilizadores exteriores à freguesia. A ideia era retomar o gosto pelo cultivo da terra e dos alimentos e a iniciativa começa a dar frutos.

A verdade é que o espírito inerente ao projeto tem tido impacto local, mesmo entre quem não usa o quintal comunitário.

“Há outras pessoas que, nos seus próprios quintais vão copiando o que fazemos e vão trocando experiências e nesse sentido tem sido positivo, até para quem não tem canteiro no quintal comunitário”, explica Benvida Januário.

Em tempo de férias, o espírito solidário entre os utentes do quintal é posto à prova, com sucesso: “as pessoas vão de férias e são os vizinhos que regam e cuidam dos canteiros”.

Acresce que a partilha também se alarga à troca de produtos pois “quando alguém tem alfaces a mais troca produtos com o vizinho”, refere a autarca.

(Notícia publicada na edição de 24 de agosto de 2012)