Assinar Edições Digitais
Mercado

Luanda recebe doca de Peniche

Uma doca flutuante para reparação de navios de pesca, aprestada nos Estaleiros Navais de Peniche, está a caminho de Luanda, Angola, onde vai ficar ao serviço da empresa estatal ENATIP.

Uma doca flutuante para reparação de navios de pesca, aprestada nos Estaleiros Navais de Peniche, está a caminho de Luanda, Angola, onde vai ficar ao serviço da empresa estatal ENATIP.

Trata-se de uma estrutura em aço, com 60 metros de comprimento por 26 de largura, que permite operações de reparação em seco sem ir a terra, em embarcações com 15 a 50 metros de comprimento.

Foi construída em Kiev, na Ucrânia, mas o aprestamento decorreu em Portugal. Desenvolvido durante praticamente um ano, o projeto vale sete milhões de euros.

Atualmente, os Estaleiros de Peniche encontram-se a construir duas novas lanchas para Angola, destinadas a serviços de apoio portuário. O cliente é uma empresa privada. As embarcações, em aço e fibra, medem 16 metros de comprimento.