Assinar
Sociedade

Pintura da sede do PS/Leiria no centro da polémica

A denúncia de Vítor Lourenço, deputado do PSD na Assembleia Municipal, quanto a uma alegada requisição do PS à Câmara de Leiria para a cedência de material para pintar as paredes interiores da sede do partido, situada na rua Machado dos Santos, fez estalar a polémica.

A denúncia de Vítor Lourenço, deputado do PSD na Assembleia Municipal (AM), quanto a uma alegada requisição do PS à Câmara de Leiria para a cedência de material para pintar as paredes interiores da sede do partido, situada na rua Machado dos Santos, fez estalar a polémica. “Será eticamente aceitável que a Câmara possa utilizar bens seus para entidades partidárias?”, questionou o deputado.

Edifício situa-se na rua Machado Santos

Embora sem toda a informação, o presidente não negou a intervenção da autarquia, até porque, explicou, o edifício em causa é do município e “como senhorio, compete à autarquia zelar pela sua manutenção”.

Raul Castro lembrou contudo que o edifício foi cedido às sedes do PS, do CDS-PP e do Académico num dos mandatos em que Vítor Lourenço esteve no executivo. Entretanto, a Federação Distrital do PS acusou Vítor Lourenço de “má fé e falta de seriedade política e intelectual”.

Além de garantir que foi o PS que pagou a tinta utilizada, afirma que “é a única entidade, das várias que ocupam o edifício, que paga renda” e “demais despesas inerentes à sua responsabilidade como inquilino”.

Para Pedro Biscaia, deputado do PS na AM, o assunto deve ser clarificado. “Como é que um órgão autárquico pode ser senhorio de um partido”, perguntou.

(Notícia publicada na edição de 21 de dezembro de 2012)

MR

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.