Assinar
Cultura

Capela da Constantina, em Ansião, ganha interesse público

A capela de Nossa Senhora da Paz, erguida em 1623 no lugar de Constantina (freguesia e concelho de Ansião) é monumento de interesse público.

A capela de Nossa Senhora da Paz, erguida em 1623 no lugar de Constantina (freguesia e concelho de Ansião) é monumento de interesse público.

A classificação, publicada em Diário da República a 12 de abril, tem em conta o valor do edifício enquanto “testemunho simbólico ou religioso”, assim como o “valor estético, técnico e material intrínseco e à sua conceção arquitetónica e paisagística”.

O despacho assinado pelo secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, destaca a estrutura da capela, “de gosto classicizante e linhas sóbrias”, mas também a importância que o edifício religioso teve no passado, quando era “destino de romarias na região”.

Reza a lenda que, no local da capela, existia antes uma pequena ermida para onde, em 1622, foi transferida a imagem de Nossa Senhora da Paz (antes pertencente à igreja matriz de Ansião). Ora, a colocação da imagem em Constantina terá originado uma séria de acontecimentos milagrosos no local, o que motivou a construção da capela Nossa Senhora da Paz e colocou a povoação no roteiro dos peregrinos.

Além de classificar a capela, o despacho assinado por Jorge Barreto Xavier fixa também uma zona especial de proteção, de forma a assegurar o seu enquadramento paisagístico.

(Notícia publicada na edição de 24 de abril de 2013)

SMF

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.