Assinar Edições Digitais
Sociedade

PJ detém comerciante e gestor por burla de um milhão de euros a bancos

O departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária anunciou em comunicado, a detenção de dois homens, suspeitos da coautoria de crimes de burla qualificada e de falsificação de documentos, num valor superior a um milhão de euros.

O departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária anunciou em comunicado, a detenção de dois homens, suspeitos da coautoria de crimes de burla qualificada e de falsificação de documentos, num valor superior a um milhão de euros.

pjOs dois homens, um comerciante e um gestor, contavam com a colaboração de um outro indivíduo, na “elaboração e consumação de um plano que consistiu na sucessiva apresentação a desconto de dezenas de títulos de crédito falsos, causando a diversas instituições bancárias”, explica o comunicado da PJ. Esta ação resultou em prejuízos patrimoniais superiores a um milhão de euros, avança a PJ.

Os detidos, de 41 e 44 anos de idade, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial. A PJ não específica o local onde decorreram os atos ilícitos.