Select Page

Dois banhistas resgatados em praia não vigiada de S. Pedro de Moel

Dois banhistas resgatados em praia não vigiada de S. Pedro de Moel

Dois banhistas foram hoje resgatados no mar de uma praia não vigiada em São Pedro de Moel, concelho da Marinha Grande, um das quais em estado grave, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros.

Praia da Concha, em S. Pedro de Moel não tem vigilância (Foto: André Granja)

De acordo com o segundo comandante dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande, foi resgatada uma mulher de 29 anos pelos nadadores-salvadores de uma praia adjacente e um homem de 41 anos.

“Esta vítima, em estado grave, estava em paragem cardiorrespiratória e foi acompanhada pelo suporte avançado de vida da viatura médica de emergência e reanimação do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para o hospital de Santo André, em Leiria”, explicou Mário Silva.

Para o hospital de Leiria foram, também, a mulher, assim como um homem de 33 anos, que foi em auxílio daquela. Ambos apresentavam sinais de hipotermia, esclareceu o responsável.

O comandante da Polícia Marítima, Lourenço Gorricha, adiantou que as vítimas “foram resgatadas junto ao farol do Penedo da Saudade, na praia da Concha, uma praia não vigiada”.

O alerta para a ocorrência foi feito às 11:43, tendo acorrido ao local os Bombeiros Voluntários da Marinha Grande, Instituto de Socorros a Náufragos, Polícia Marítima, Proteção Civil da Marinha Grande e o INEM.

“Foi ainda acionada a estação de salva-vidas, mas os meios acabaram por regressar à origem por não serem necessários”, referiu Lourenço Gorricha.

ATUALIZAÇÃO (22.08.2014 às 18h15)

Um dos dois banhistas resgatados hoje no mar de uma praia não vigiada em São Pedro de Moel, concelho da Marinha Grande, morreu no Hospital de Santo André, em Leiria, informou a unidade de saúde.

Segundo fonte do Centro Hospitalar de Leiria-Pombal, de que faz parte o hospital de Leiria, a vítima, que quando deu entrada, pelas 13 horas, foi para a sala de emergência, com prognóstico muito reservado, acabou por morrer.

1 Comentário

  1. Ana Moreira

    solicito que enviem para o m/ fac esta noticia se fosse possível, uma vez que foi o meu filho nadador que salvou a namorada e o outro senhor.O Duarte foi salvá-lo também, mas estava morto. ainda não se recompôs. Ana Moreira .O Duarte era amigo nosso de Folques-Arganil.
    Obrigada

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda com a criação do Museu Salazar?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This