Assinar
Sociedade

PS: Candidatura de António Sales denuncia "desconformidades" nas eleições

António Sales, candidato derrotado à Federação Distrital de Leiria do PS, denunciou hoje alegadas “desconformidades” no processo eleitoral que deu a vitória a José Miguel Medeiros.

António Sales, candidato derrotado à Federação Distrital de Leiria do PS, denunciou hoje alegadas “desconformidades” no processo eleitoral que deu a vitória a José Miguel Medeiros, na passada sexta-feira.

p12-sales-cor
António Sales

Referindo “fundadas suspeitas” de “desconformidades em algumas mesas eleitorais”, com base em “relatos que lhe têm sido transmitidos”, a direção de campanha conclui, em comunicado, “ter sido António Sales eleito presidente da Federação e não José Miguel Medeiros”.

Na mesma nota, adianta que irá aguardar a proclamação dos resultados definitivos por parte da Comissão Organizadora do Congresso (COC) antes de tomar qualquer medida.

Recorde-se que uma diferença de sete votos, de acordo com os dados provisórios apurados na sexta-feira, deu a vitória a José Miguel Medeiros.

Contactado pelo REGIÃO DE LEIRIA, António Salesremeteu mais declarações para depois da reunião da COC que se realiza amanhã.

O comunicado, assinado pela diretora de campanha, Célia Afra,  acusa  ainda José Pereira dos Santos, presidente da Comissão Federativa de Jurisdição (CFJ),  de “total falta de isenção e imparcialidade na condução dos processos que ultimamente têm sido submetidos àquele órgão, sem cumprimento dos preceitos legais e regulamentares”. “Comportamento que desencadeará, certamente, queixa e procedimento disciplinar, tal a gritante parcialidade da sua atuação”, continua.

Ao REGIÃO DE LEIRIA, José Pereira dos Santos rejeitou todas as acusações.

“Não vejo nada que possa ter influenciado qualquer resultado. Nunca ninguém me falou em fraude”, adiantou.

No que toca ao processo eleitoral, recorda, entre outras, uma decisão da COC em excluir a lista de José Miguel Medeiros na Marinha Grande, por não ter o número suficiente de elementos suplentes, e uma decisão da CFJ em sentido contrário. “Esta decisão foi desrespeitada e a lista não foi a votos”, sublinhou, considerando que “se alguém ficou a perder foi José Miguel Medeiros”.

“Todas as decisões foram fundamentadas na lei e regulamentos do PS” e “todas foram colegiais”, assegurou ainda.

O REGIÃO DE LEIRIA tentou mas não conseguiu contactar José Miguel Medeiros para obter um comentário.

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.