Select Page

As prioridades do presidente Raul Castro para Leiria

Na campanha, Raul Castro respondeu ao REGIÃO DE LEIRIA sobre as prioridades e a marca que quer deixar em Leiria. Falou também nos erros que não quer cometer. 

01 Qual é a prioridade para os primeiros 100 dias?

02 Que marca quer deixar neste mandato?

03 Que erro não quer cometer?

01 Dialogar com as forças políticas do concelho, com os autarcas, com a comunidade académica, com os representantes da área da saúde e com o associativismo da região, envolvendo todos em torno do plano que temos para o concelho e para a região, não apenas para o próximo mandato, mas para os próximos 20 anos. Esse plano passa, inevitavelmente, por ver Leria Capital Europeia da Cultura, afirmá-la como anfitriã do Turismo na Região Centro e reforçar, em articulação com o meio académico e com o tecido empresarial, a sua aptidão para tomar a dianteira da Indústria 4.0 em Portugal.

02 Ver Leiria reconhecida pela sua dinâmica cultural e pelas oportunidades de negócio e criação de emprego, que sustentem o aumento do índice de qualidade de vida do qual os leirienses se possam orgulhar e que sirva de referência a outras capitais de distrito.

03 Subestimar todo o potencial do concelho e dos leirienses e conformar-me com o que temos. Não quero cometer o erro de olhar para Leiria e pensar que o trabalho que fizemos chega para a dimensão do concelho, ignorando as necessidades que poderão surgir e as oportunidades que poderão perder os nossos filhos ou os nossos netos no futuro. Há agora, condições para fazer mais e melhor.

(Respostas publicadas na edição em papel de 21 de setembro de 2017)

2 Comentários

  1. carlos ferreira PORTUGAL/ALEMANHA

    viva leiria,viva Portugal….GRande PResidente,parabens.

    Responder
  2. Luis morais

    Para mim enquanto munícipe, mais do que qualquer uma das prioridades do nosso presidente aqui mencionadas há três preocupações que mexem com a qualidade de vida dos leirienses: a despoluição do rio Liz, cada vez mais uma promessa adiada; o trânsito caótico assim que recomeçam as aulas ou caem dois pingos de chuva e a taxas absurdas que se continuam a pagar, nomeadamente a água. Para mim este seria o sentido para a continuação do bom trabalho desenvolvido por esta câmara.

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Publicidade

Primeira Página

Semana de Moldes 2018

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a criação de um imposto para financiar a Proteção Civil?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Share This