Select Page

Pavilhão multiusos avança ao lado do Estádio Municipal de Leiria

Já tem “rosto” o edifício que vai alterar a paisagem de Leiria em torno do Estádio Municipal e que promete marcar a passagem de Raul Castro pela liderança do município. Na reunião de Câmara da passada terça-feira, foram divulgadas as imagens do projeto vencedor do concurso de ideias internacional, lançado com o objetivo de construir o Centro de Atividades Municipal de Leiria, mais conhecido como pavilhão multiusos.

O concurso de ideias registou apenas dois oponentes. Pedro Cordeiro, arquiteto natural de Leiria e com gabinete na cidade, é o autor da proposta vencedora e a única que acabou por ser apreciada pelo júri, depois de o outro concorrente ter sido eliminado por incumprimento dos trâmites do concurso.

Com um custo de construção estimado em 12 milhões de euros e uma área total de intervenção de quase 39 mil metros quadrados, a obra deverá ter início em março do próximo ano e ficar concluída até final de 2020.

Por ajuste direto, o gabinete de Pedro Cordeiro vai agora proceder à elaboração do projeto de arquitetura e especialidades do Centro de Atividades Municipal, mas com o voto contra dos vereadores do PSD.

Álvaro Madureira, Ana Silveira e Fernando Costa consideram que o edifício proposto apresenta uma forma que “faz lembrar uma grande tenda/circo”, com “um elevado impacto no local, dada a cor branca do betão proposto para o revestimento exterior”.

A oposição social-democrata alega ainda que não há “diálogo” entre os vários edifícios que povoam a zona desportiva da cidade, que serão suprimidos 1170 lugares de estacionamento.

Sobre a apreciação que o projeto mereceu por parte do júri, os três vereadores sublinham que “não há nenhum parâmetro” onde a proposta mereça a classificação de “muito bom” e que com a pontuação de 12.72 – numa escala de 3.94 a 19.70 – se pode dizer que “passou à tangente”.

Ainda com base na apreciação do júri, a oposição argumenta que “não há garantia que o custo da obra não exceda o valor de 12 milhões de euros, uma vez que os preços unitários indicados pelo concorrente, são considerados pelo júri, como valores muito baixos relativamente aos valores de mercado”.

Em suma, para o PSD “esta proposta levanta dúvidas”, entende que deviam ter sido ouvidas as associações culturais/desportivas da cidade e antecipa que este é um projeto que “muito provavelmente ficará na ‘gaveta’”.

Raul Castro, por seu turno, garantiu que é para avançar e que o valor de 12 milhões é para cumprir, permitindo no máximo um acréscimo de 5% face ao que está estimado. Defende ainda que “o projeto é passível de ter pequenos ajustes, desde que não fuja à área que está delimitada”, sendo que para o líder do executivo, há uma alteração que já se afigura como provável: a possibilidade de “encostar” o edifício à barreira da avenida 25 de abril “para soltar lugares de estacionamento”.

Sobre os materiais de construção que constam da proposta, Raul Castro refere que podem ser alterados, desde que isso não implique variações no custo total da obra.

Patrícia Duarte
Jornalista
patricia.duarte@regiaodeleiria.pt

O que inclui o multiusos:

Arena
A capacidade será de 4 mil lugares sentados e 7.500 lugares em pé

Palco
De preferência fixo, deve garantir a proximidade entre camarins e cais de carga

Ginásio
Com um pé direito de 7 metros, destina-se à prática de modalidades como ginástica e judo

Competições internacionais
Aqui se incluem dependências como espaço antidoping, sala de tradução, sala de juízes, árbitros e monitores e dois balneários para árbitros.

Espaços comerciais
Vão destinar-se à venda de artigos desportivos ou outros complementares ao recinto

 

 

 

 

 

1 Comentário

  1. Alexandre Silva

    Olá acho uma boa ideia construirem o pavilhão, só ainda não percebi… o espaço usado para a construção do pavilhão não é o mesmo espaço onde iriam fazer o novo jardim ? se sim acho uma plena estupidez abdicarem de um jardim para colocar um pavilhão para jogos e concertos, quando se tem um estádio ao lado…

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com o regresso dos guardas florestais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Semana de Moldes 2018

Share This