Um grupo de médicos do Centro Hospitalar de Leiria escreve no REGIÃO DE LEIRIA uma carta aberta à ministra da saúde. Afirmam fazê-lo por “imperativo de consciência e em nome da verdade”. Devido ao receio de retaliações, optam pelo anonimato, mas estão devidamente identificados perante a direção do REGIÃO DE LEIRIA

“No passado dia 15/03 do corrente ano, ouvimos como muita atenção e interesse as declarações sobre a situação dramática que se vive no hospital de Leiria. A dada altura, a senhora ministra, entre outras muito sensatas e sabedoras declarações, disse por outras palavras, que parecia existir uma certa falta de atratividade para fixar os médicos no hospital de Leiria.

A senhora ministra em posteriores declarações especificou um pouco melhor, afirmando, por outras palavras, que a taxa de fixação dos médicos no hospital de Leiria é muito, muito baixa, quando comparada com a dos outros hospitais.

Não podemos concordar mais com essa análise. O modo como a administração do hospital de Leiria lida com os seus colaboradores é realmente lamentável (…)”.

Saiba mais na edição impressa do REGIÃO DE LEIRIA desta quinta-feira, dia 21 de março.