Select Page

Moçambique: saiba onde e como ajudar a partir da região de Leiria

Os olhos estão postos em Moçambique e são já muitas as instituições e associações voluntárias que estão a contribuir com pequenos donativos ou recolhas de alimentos para ajudar o país que na semana passada foi atingido pelo ciclone Idai.

Em Moçambique, o número de mortos confirmados subiu para 446 e o número de pessoas afetadas é de 531.000 e há 109.000 entradas em centros de acolhimento, das quais 6.500 dizem respeito a pessoas vulneráveis – por exemplo, idosos e grávidas que recebem assistência particular.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que está a preparar-se para enfrentar prováveis surtos de cólera e outras doenças infecciosas, bem como de sarampo, em extensas zonas do sudeste de África afetadas pelo ciclone Idai, em particular em Moçambique. 

A cidade da Beira, no centro litoral de Moçambique, foi uma das mais afetadas pelo ciclone, na noite de 14 de março. A área submersa em Moçambique é de cerca de 1.300 quilómetros quadrados, segundo estimativas de organizações internacionais.

Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Leiria
Leiria

União de Freguesias de Monte Redondo e Carreira
Leiria

Câmara Municipal de Leiria
Leiria

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que os trabalhadores tenham direito a desligar o telemóvel e o computador fora do horário laboral?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Guia do Fim de Semana


Subscreva o nosso guia e descubra as melhores propostas culturais e de entretenimento disponíveis na região

Obrigado! Subscreveu com sucesso o nosso guia de fim de semana.

Guia do Fim de Semana


Subscreva o nosso guia e descubra as melhores propostas culturais e de entretenimento disponíveis na região

Obrigado! Subscreveu com sucesso o nosso guia de fim de semana.

Share This