Assinar
Saúde

Há nuvens que ajudam a curar. Quer ser uma?

Associação Nuvem Vitória procura voluntários para lerem histórias de embalar às crianças internadas na unidade pediátrica do Hospital de Santo André, em Leiria

Há uma “Nuvem” que todas as noites vem ler histórias a crianças internadas em hospitais para as ajudar a ter uma noite mais tranquila. A “Nuvem” ainda não cruzou os céus de Leiria, mas está a um pequeno passo de o fazer.

A Associação Nuvem Vitória vai abrir um núcleo de voluntários na região, na sequência de um protocolo estabelecido com o Centro Hospitalar de Leiria. O objetivo é  dar corpo à missão com que foi fundada em 2016: “desenvolver e promover materiais, ferramentas e competências que propiciem um ambiente favorável a uma noite de sono recuperadora junto de crianças hospitalizadas”.

A partir de junho, as crianças internadas na unidade pediátrica do Hospital de Santo André vão poder usufruir do trabalho de 80 voluntários “formados para contarem histórias de embalar e para criarem um ambiente propício ao sono”, adianta a equipa da associação em comunicado. Em Leiria, estima-se que venham a ser realizadas 660 ações por mês, contadas mais de 3 mil histórias e abrangidos 7.900 internamentos ao longo de um ano.

Neste momento estão abertas as inscrições para “nuvens” em Leiria, através do site da associação. Para testar a apetência e motivação dos voluntários, a associação sugere que cada um coloque a si próprio as seguintes questões: “Adoro ler e contar histórias? Tenho mais de 21 anos? Tenho 3/4 noites livres por mês entre as 19h30 e as 22h? Tenho muito sentido de compromisso e responsabilidade? Identifico-me com a causa e os valores da Nuvem?” Se as respostas forem positivas, estão reunidos os requisitos essenciais para ser “Nuvem”.

Porém, é necessário integrar previamente um fim de semana intenso de formação, entre 17 e 19 de maio. “Quem quer ser Nuvem precisa de se comprometer”, refere a associação na sua página online. “Precisa ainda de saber que ser voluntário, em ambiente hospitalar, exige que se conheçam e cumpram escrupulosamente uma série de regras”.

O alargamento da ação à zona de Leiria resulta de uma candidatura ao programa “Parcerias para o Impacto – Portugal Inovação Social” que cobre 70%. O restante é assegurado pelo Grupo Mello Saúde que apoia esta iniciativa no âmbito do seu programa de cidadania empresarial.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.