A Conferência “Plásticos e Ambiente – Parceiros ou Inimigos?”, organizada pelo REGIÃO DE LEIRIA, reúne na tarde da próxima quinta-feira, 4 de julho, no Museu de Leiria, um conjunto de 10 oradores para debaterem as questões mais atuais e pertinentes relacionadas com os produtos plásticos, considerados indispensáveis, mas igualmente envoltos em polémica devido ao seu impacto ambiental.

“Muitos advogam que o fim do plástico é essencial para a melhoria do ambiente, outros admitem que foi uma das melhores invenções a favor da defesa do planeta”, refere a organização, destacando que “no meio das opiniões extremadas ouvem-se vozes de especialistas para quem o problema reside no comportamento humano”.

“A passagem de uma economia linear para uma economia circular é um desafio cada vez mais mobilizador. São necessárias soluções alternativas consensuais e que comprovem uma pegada ecológica inferior”. Estes e muitos outros temas estarão em destaque na conferência, aberta à participação de todos os interessados, a partir das 14 horas.

Os oradores são Amaro Reis, presidente da APIP Associação Portuguesa da Indústria de Plásticos; Fausto Freire, coordenador do Centro para Ecologia Industrial, da Universidade de Coimbra; Maria Elvira Callapez, CIUHCT da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa; Mário Oliveira, presidente da Oikos; Nuno Aguiar, diretor Técnico da APIP – Associação Portuguesa da Indústria de Plásticos; Ricardo Neto, presidente da Novo Verde; Sílvia Menezes, Deco Proteste – área consumo sustentável; Teresa Diogo, responsável pela Área de Ambiente da Jerónimo Martins, em Portugal; Tomás de Vasconcelos, investigador no PIEP – Polo de Inovação em Engenharia de Polímeros, e Vítor Martins, diretor de Ambiente da Sonae MC.

A abertura da conferência conta com a presença do presidente da Câmara de Leiria, Raul Castro.