“O pior poderá ser muito, muito pior” e, na próxima semana, “medidas ainda mais robustas” podem vir a ser tomadas. Gonçalo Lopes, presidente da Câmara de Leiria, não esconde o seu pessimismo em relação ao que pode acontecer ao país nos próximos tempos.

Artigo exclusivo para os nossos assinantes

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar