A Câmara Municipal da Batalha vai disponibilizar computadores e ligação à Internet para que alunos do concelho, sem acesso a essas ferramentas, possam acompanhar o ensino à distância imposto pela pandemia da Covid-19. O investimento corresponde a 30 mil euros, anunciou hoje a autarquia em comunicado.

Segundo a nota enviada à agência Lusa, são 90 os aparelhos com acesso à Internet adquiridos pelo município destinados a alunos do Agrupamento de Escolas da Batalha.

Para o presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, este apoio permite “assegurar que todos os alunos têm acesso a ferramentas que mitiguem os efeitos perversos da pandemia”, nomeadamente no que diz respeito ao “previsível aumento das desigualdades em contexto escolar”.

A autarquia informa que, na sequência de um levantamento feito, há 82 crianças e jovens sem computador ou tablet com acesso à Internet.

Os dados recolhidos permitiram também detetar que existem ainda alunos que, tendo em casa esses dispositivos, têm de os partilhar com irmãos ou outros familiares em teletrabalho.

Tendo em conta esses elementos, o “Programa para o ensino à distância nas escolas do município da Batalha – NET ESCOLA” prevê a possibilidade de encarregados de educação adquirirem, “a preços acessíveis”, um “pacote tecnológico” que inclui computador, tablet e ligação à Internet.

Segundo o documento divulgado pela autarquia, a medida permite “ao agregado familiar com filhos em idade escolar adaptar-se ao desafio do ensino/trabalho à distância no concelho da Batalha”.