O Município de Porto de Mós anunciou hoje que atingiu em 2019 a menor dívida dos últimos 20 anos, tendo aprovado o Relatório de Gestão e Contas, na última reunião de Câmara.

Segundo uma nota de imprensa do Município de Porto de Mós, o “destaque” do relatório vai para os níveis de endividamento, “que obtiveram melhorias significativas em todos os rácios”.

“Este endividamento, que inclui a dívida de curto prazo e a dívida de médio e longo prazo, totalizou o montante de 2.323.284 euros”, um montante que “representa valores mínimos, pelo menos, dos últimos 20 anos, e uma redução superior a 460 mil euros, em relação ao ano de 2018”, refere o comunicado.

O documento, aprovado sem qualquer voto contra, evidencia que a execução orçamental “obteve uma melhoria, atingindo no caso das receitas uma percentagem superior a 99%, que contrasta com números de 95% do ano 2018”.

No caso das despesas, “a execução ultrapassou novamente os 83%, como já sucedido no ano de 2018”.

A prestação de contas representa “uma melhoria na globalidade dos indicadores financeiros, nomeadamente no aumento do resultado líquido em 158.647 euros, totalizando um resultado, no ano de 2019, de 878.749 euros”.

Segundo a autarquia liderada por Jorge Vala, a gestão deste exercício de 2019 permitiu transitar para o ano seguinte um saldo de gerência de 3.499.759 euros, “também ele o melhor dos últimos 20 anos”.