Edifício ESTM Peniche
Candidaturas decorrem até 22 de julho

A Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM), em Peniche, vai ter um novo mestrado em Gastronomia a partir do próximo ano letivo de 2020/2021.

Segundo comunicado do Politécnico de Leiria, de que a ESTM faz parte, a aposta visa “responder às necessidades resultantes da constante evolução da área da gastronomia e restauração”.

“O novo mestrado em Gastronomia conta com uma forte componente prática integrada com a componente científica multidisciplinar e irá utilizar métodos de trabalho que promovem a criatividade e a autonomia de profissionais da área da restauração, hotelaria e produção alimentar”, avança o diretor da ESTM, Paulo Almeida, citado pelo serviço de comunicação do Politécnico de Leiria.

O curso, acrescenta, oferecerá aos estudantes a possibilidade de aprofundarem conhecimentos no processo de produção alimentar e de desenvolverem competências técnicas que permitam a criação de novos produtos gastronómicos e conceitos aplicados à culinária. A proposta é composta por forte componente prática de ferramentas de produção e inovação dos alimentos, “sem descurar aspetos sustentáveis e culturais”, sublinha o diretor.

O novo ciclo de estudos da ESTM permitirá aos estudantes, acredita Paulo Almeira, inovar e diferenciarem-se através do domínio de técnicas culinárias e conhecimentos de cozinha, pastelaria e padaria, assim como pela aplicação de conceitos de food design e criatividade na culinária.

O mestrado agora lançado terá também uma componente mais científica, uma abordagem às reações químicas nos alimentos numa perspetiva de segurança alimentar.

Segundo informa o Politénico de Leiria, podem candidatar-se à matrícula e inscrição no mestrado em Gastronomia: titulares do grau de licenciado ou equivalente nas áreas restauração, hotelaria e produção alimentar; detentores de grau académico superior estrangeiro, obtido na sequência de licenciatura de acordo com os princípios do Processo de Bolonha, nas mesmas áreas; titulares de grau académico superior estrangeiro que satisfaça os objetivos do grau de licenciado pelo conselho técnico-científico da escola; quem apresente um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da ESTM como atestando capacidade para a realização deste mestrado; ou estudantes que se encontrem em fase de conclusão de licenciatura nas áreas de formação requeridas para ingresso no mestrado.

As candidaturas decorrem até 22 de julho no site da instituição, em https://candidaturas.ipleiria.pt/.