Um homem, de 44 anos, foi detido em Pombal, sábado passada, por maus tratos físicos, verbais, psicológicos e ameaças de morte, infligidos à mulher durante 13 anos.

Segundo informação da GNR de Leiria, a vítima de 45 anos tentou pôr  termo à relação há cerca de um mês, e terá sido ameaçada de morte pelo suspeito quando tentou “retirar alguns dos bens pessoais e essenciais da residência familiar”.

A GNR adianta ainda em comunicado que o suspeito recorreu, na ocasião, a uma arma de fogo, “obrigando a vítima e seus filhos, de 18, 22 e 26 anos, a fugirem do local”.

A investigação desenvolvida pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR, culminaram no cumprimento de um mandado de detenção e de um mandado de busca domiciliária à residência do suspeito, com o apoio de elementos da GNR de Pombal.

Presente, ainda no sábado, ao Tribunal de Leiria para primeiro interrogatório judicial, o detido, que tem “antecedentes criminais por tráfico de estupefacientes”, ficou proibido de contactar com a vítima e de frequentar a localidade da residência da vítima, estando sujeito a vigilância eletrónica, e obrigado a entregar as armas que tenha na sua posse.