O Politécnico de Leiria suspendeu a realização das atividades de praxe académica presencial no arranque do novo ano letivo. A medida foi anunciada esta manhã pelo instituto que revelou ter reforçado e diversificado as “estratégias de integração dos novos estudantes”.

Praxe académica presencial foi suspensa Foto de arquivo

Foi decidida a “suspensão da realização de atividades de praxe académica presencial neste novo ano letivo”, revelou a instituição. Em comunicado, adianta que “firmou este compromisso para a receção e integração dos novos estudantes”, com as assinaturas do presidente, Rui Pedrosa, do provedor dos estudantes, Pedro Gonçalves, e das cinco associações académicas, através dos seus presidentes.

A medida surge numa altura em que várias instituições de ensino superior tomaram decisão semelhante, motivada pela atual situação de pandemia.

“Este compromisso conjunto revela o sentido de responsabilidade das associações de estudantes para a saúde pública e bem comum, ao suspenderem as iniciativas de praxe presenciais, mas a contribuírem ativamente para a integração dos novos estudantes em múltiplas atividades, facto que é absolutamente decisivo para a sua adaptação ao contexto do ensino superior e para que rapidamente também se sintam Politécnico de Leiria”, aponta Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria.

Neste período de receção dos novos alunos, as cinco associações de estudantes “irão receber e integrar os novos estudantes, disponibilizando-lhes serviços essenciais e um conjunto de atividades para o seu bem-estar e para a sua formação de qualidade”.

Apresentar, aos recém-chegados, as instalações académicas, bem como a “cultura da Região de Leiria e Oeste, nas mais variadas vertentes: ambiental, monumental, turística, empresarial e cultural, com várias visitas e iniciativas, respeitando as devidas recomendações das autoridades de saúde”, são algumas das iniciativas previstas.