Todos os dias Vitorino Guerra, que mora no centro de Leiria, apanha no quintal uma mão-cheia de vespas asiáticas (na foto ao lado). A praga está alastrar a zonas com presença humana, mas o naturalista entomologista Albano Soares, da associação Tagis, diz que só quem é alérgico ao veneno tem razões sérias para temer. “A picada de uma abelha é mais dolorosa porque tem um veneno desenvolvido ao longo de milhares de anos para afastar inimigos poderosos, do tamanho de um urso, enquanto o veneno da velutina serve para afastar outros insectos Fotografia: Joaquim Dâmaso Há dias em que as apanha à meia dúzia no quintal. É assim há meses no centro histórico de Leiria, onde José Vitorino Guerra vai percebendo que a vespa asiática (ou velutina) está a chegar às cidades.