Assinar Edições Digitais
Alcobaça

Suinicultura apanhada a lançar poluição para afluente do rio Alcoa

Os militares detetaram a descarga pecuária a escorrer para o solo

A GNR detetou uma descarga ilegal de um efluente pecuário proveniente de uma exploração suinícola diretamente para o solo, em Carvalhal, no concelho Alcobaça.

“Após a denúncia de uma rejeição de efluentes pecuários para uma linha de água, afluente dos rios Seco e Alcoa, os militares detetaram uma descarga pecuária a escorrer para o solo diretamente de uma lagoa de armazenagem sem qualquer tipo de mecanismo que assegurasse a sua depuração”, explicou esta quinta-feira, dia 24, o Comando Territorial de Leiria da GNR.

O ponto de origem da descarga foi identificado na terça-feira, dia 22, e os militares do Núcleo de Proteção Ambiental de Caldas da Rainha da GNR elaboraram um auto de contraordenação por descarga de efluente suinícola para o solo sem a autorização da entidade competente. A coima tem o valor máximo de 144 mil euros.