Assinar


Mercado

Seis projetos de Leiria nomeados para “Edifício do Ano 2021” do ArchDaily

Quatro ateliês assinam os seis projetos de arquitetura com que o distrito está representado nas nomeações ao “Building of The Year 2021”.

São seis os projetos do distrito de Leiria que lutam por chegar à fase final do prémio “Edifício do Ano 2021”, promovido pelo ArchDaily, um site internacional de arquitetura.

Até esta quarta-feira, 10 de fevereiro, os projetos podem receber a votação do público e, com isso, chegar à final. Concorrem na categoria “Casas”, uma das 15 previstas no prémio, e foram desenvolvidos por quatro gabinetes de arquitetura, três da região e um de Lisboa.

A concurso estão “Casa Povo”, no Arrabal, concelho de Leiria, e “Casa Tojal”, em Porto de Mós. As duas moradias são do ano de 2019 e saíram do ateliê Contaminar Arquitetos, de Porto de Mós.

“Casa Gloma”, do gabinete Bruno Dias Arquitetura, é outro dos edifícios em concurso. A obra data de 2019 e situa-se em Ansião, concelho que tem mais um projeto na corrida a Edifício do Ano. É a “Casa Ti Clara”, do ateliê Espaço P2, também ela de 2019.

O ateliermob, em Lisboa, é o responsável pelos dois outros edifícios que querem chegar à final deste ano do “Building of The Year”. São duas casas recuperadas após o grande incêndio de 2017, em Pedrógão Grande. É, aliás, neste concelho que se situam. São a “Casa Deolinda Santos” e a “Casa António Nunes”, cujos projetos são de 2018.

O concurso deste ano carrega ainda mais um nome associado ao distrito. As instalações da pastelaria Alcôa, em Lisboa, estão nomeadas na categoria “Arquitetura Comercial” e são um projeto do ateliê Contacto Atlântico, em Lisboa.

Instalações da pastelaria Alcôa, em Lisboa

A votação que termina amanhã vai determinar a passagem de cinco projetos por categoria à fase final que decorre de 10 a 18 de fevereiro. Neste dia serão anunciados os vencedores.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.