Assinar


Pedrógão Grande

Concelhia do PS aprova recandidatura de Valdemar Alves a Pedrógão Grande

Líder da concelhia socialista defende que processos judiciais que ainda correm cabem “à justiça”, garantindo que o atual autarca é “uma pessoa séria e honesta”.

A concelhia do PS de Pedrógão Grande aprovou a recandidatura do presidente da Câmara, Valdemar Alves, às eleições autárquicas, disse hoje à agência Lusa o presidente daquela estrutura partidária, Nelson Fernandes.

“Na reunião, que decorreu na sexta-feira, foi aprovada a recandidatura de Valdemar Alves, por maioria”, afirmou Nelson Fernandes.

Segundo o dirigente partidário, “Valdemar Alves disse ter condições para continuar e mostrou vontade de continuar o seu trabalho político”.

“Face à situação que o concelho atravessa, o trabalho que iniciámos em 2017 deve ter continuidade”, adiantou o presidente da concelhia, também vice-presidente do município do distrito de Leiria.

Questionado sobre os processos judiciais nos quais Valdemar Alves está envolvido, Nelson Fernandes respondeu: “Os processos da justiça à justiça. A seu tempo, as questões vão aclarar-se”.

“Valdemar Alves é uma pessoa séria e honesta, tem dado provas disso e pretende continuar o seu trabalho em prol dos pedroguenses”, salientou o presidente da concelhia, referindo que o autarca “inscreveu-se como militante do PS”.

Valdemar Alves, de 72 anos, foi acusado em janeiro pelo Ministério Público de 11 crimes na sequência dos incêndios de junho de 2017, sete de homicídio por negligência e quatro de ofensa à integridade física por negligência.

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande está ainda a ser julgado no processo sobre alegadas irregularidades na reconstrução das casas que arderam na sequência daquele incêndio.

Neste processo, Valdemar Alves, antigo inspetor da Polícia Judiciária, responde por 20 crimes de prevaricação de titular de cargo político, 20 crimes de falsificação de documento e 20 crimes de burla qualificada.

Valdemar Alves foi eleito presidente da Câmara de Pedrógão Grande em 2013, então na lista do PSD, partido que conquistou três dos cinco mandatos.

Nas eleições autárquicas de 2017, encabeçou a lista do PS, como independente, tendo os socialistas alcançado três dos cinco mandatos.

A Lusa tentou contactar Valdemar Alves, sem sucesso.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.