Assinar
Cantinho dos Bichos

GNR resgata tartaruga de faces rosadas no rio Arunca

GNR sublinha que, por lei, ninguém pode manter, criar ou comercializar exemplares desta espécie que ameaça a sobrevivência das tartarugas autóctones.

tartaruga de faces rosadas nas mãos de um elemento da GNR

Uma tartaruga de faces rosadas, classificada como espécie invasora, foi ontem resgatada no rio Arunca por elementos do Núcleo de Proteção do Ambiente de Pombal da GNR.

O resgate ocorreu na sequência de um alerta dado pelo grupo “Amigos do Arunca”, integrado no Grupo de Proteção da Sicó, que informou encontrar-se um espécime naquele rio, nas imediações da cidade de Pombal.

Em comunicado enviado às redações, a GNR informa que a tartaruga foi entregue ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) do Centro, na Mata do Choupal de Coimbra.

Na mesma nota, a guarda sublinha que “ninguém pode manter, criar ou comercializar um exemplar desta espécie”. Por se tratar de “uma espécie invasora com poucos predadores naturais em Portugal, que se reproduz muito facilmente em estado selvagem”, constitui “uma ameaça para a sobrevivência das tartarugas autóctones, uma vez que estão a competir pelo mesmo alimento e podem alterar a genética das restantes espécies”.

A proteção de animais é uma das competências do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), da GNR. Para denúncia de infrações e esclarecimento de dúvidas deve ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520).

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.