Assinar
Desporto

João Almeida diz estar “super feliz” com quarto lugar na primeira etapa do Giro

Ciclista de A-dos-Francos está a 17 segundos do líder da corrida.

O caldense João Almeida (Deceuninck-QuickStep) disse estar “super feliz” com o quarto lugar na primeira etapa da Volta a Itália em bicicleta, que hoje arrancou com a vitória do italiano Filippo Ganna (INEOS).

“Foi bom voltar com um bom resultado. Estou super feliz por ter feito um bom tempo em relação aos outros candidatos à geral. Vamos continuar”, declarou, após a performance na cidade de Turim.

Filippo Ganna, que já tinha começado o Giro de 2020 desta forma, cumpriu a distância de 8,6 quilómetros, em Turim, em 8.47 minutos.

João Almeida, quarto na geral em 2020, num ano em que liderou durante 15 dias seguidos, registou o quarto melhor tempo da etapa e está agora a 17 segundos do primeiro camisola rosa.

Questionado sobre se pode voltar à liderança da prova, o português não abriu o jogo. “Porque não?”, atirou.

Para o jovem de 22 anos, natural de A-dos-Francos, “tudo é possível e pode acontecer muita coisa”, mas a formação belga, que lidera, está “numa boa posição e com uma equipa muito forte”.

De resto, se arrebatar a camisola rosa, pode igualar o italiano Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo), duas vezes vencedor, como o participante com mais dias de camisola rosa vestida, uma vez que tem já 15, contra 16 do ‘veterano’.

Entretanto hoje também se ficou a saber que João Almeida vai deixar a equipa no final da época.

Patrick Lefevere, ‘patrão’ da Deceuninck-QuickStep, confirmou que o ciclista não vai renovar contrato e vai abandonar a equipa no final de 2021. Numa coluna que assina no jornal Het Nieuwsblad, Patrick Lefevere confirmou que o português “vai deixar a equipa no final da época”, apontando o dedo ao agente, que mostrou “pouco respeito nas negociações”.

“Disse-me: ‘Patrick, juro nos meus filhos que’… sou alérgico a isto. Quem é honesto não precisa de usar essa linguagem”, criticou o responsável da Deceuninck-QuickStep.

Com Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.