Assinar


Autárquicas 2021

Carlos Breda, candidato do Chega, desiste de corrida à Câmara de Pombal

Futuro cabeça-de- lista será Joao Pela

carlos-breda

O cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Pombal nas próximas eleições autárquicas, Carlos Breda, desistiu da candidatura, disse hoje o próprio à agência Lusa.

Carlos Breda, de 60 anos, residente na Mealhada, distrito de Aveiro, explicou que a decisão se deve a questões de saúde, de trabalho e de distância.

“Primeiro foi uma questão de saúde. Há uns tempos que tenho andado adoentado”, declarou, referindo, por outro lado, que, como mora na Mealhada, “teria de mudar de residência para dar todo” o seu contributo a Pombal, no distrito de Leiria, nas eleições.

Carlos Breda, topógrafo de profissão, apontou ainda o trabalho como mais um fator que o levou a desistir da candidatura.

Na sua página na rede social Facebook, Carlos Breda adianta ser com “imenso pesar” que desiste da candidatura.

“Como alguns de vós tiveram conhecimento, encontrei-me um quanto doente, o que veio trazer atrasos no meu trabalho. Tentei resolver dando trabalhos a um colega meu, mas os meus clientes insistiram na minha pessoa”, justifica.

Na mesma publicação, o ex-candidato acrescenta que o futuro cabeça-de- lista, Joao Pela, “irá dar continuidade ao trabalho que já foi realizado”.

“É com receio de vos poder vir a desapontar que prefiro sair neste preciso momento”, afirma, assumindo não ter sido fácil tomar esta decisão.

Nas últimas autárquicas, o PSD obteve cinco de nove mandatos na Câmara, o movimento independente Narciso Mota – Potencial Humano conquistou três e o PS um mandato.

São também candidatos à liderança do município o presidente da Junta de Pombal, Pedro Pimpão (PSD), a advogada e atual vereadora Odete Alves (PS), o professor Jaime Portela (independente na lista da CDU) e o enfermeiro Nuno Carrasqueira (Iniciativa Liberal).

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.