Assinar


Cultura

Liberdade e democracia inspiram festival na Casa-Museu João Soares em Leiria

Haverá uma tertúlia sobre “Poesia, liberdade e democracia”

Liberdade e democracia inspiram “A poesia está na rua”, que acontece no dia 25 de setembro nos jardins da Casa-Museu João Soares, em Cortes, com poesia, música, teatro, cinema e ‘workshops’, anunciou a organização.

O espaço verde desenhado por Gonçalo Ribeiro Telles para a Casa-Museu, inaugurada há 25 anos por Mário Soares, recebe um conjunto de atividades pensadas para chegar a várias gerações, convidando a comunidade a fruir os jardins em modo piquenique.

“Esta ideia surge sobretudo com a reflexão que temos vindo a fazer sobre a forma como a Casa-Museu se deve reposicionar no território, pensando a importância de uma série de conceitos, nomeadamente liberdade e democracia”, explicou o diretor executivo da Fundação Mário Soares Maria Barroso (FMSMB), de que a Casa-Museu João Soares faz parte.

Segundo Filipe Silva, o festival tem na poesia um elemento central pela “dimensão aglutinadora que permite olhar para esta forma de intervenção cívica que hoje em dia exige cada vez mais de todos”.

“Pensámos como aliar poesia, liberdade e democracia e a melhor forma é abrir a casa”, defende, procurando o festival atrair novos públicos, além das crianças e idosos que frequentam as atividades regulares na freguesia das Cortes.

Construído em processo de cocriação entre agentes culturais regionais, associações locais e a comunidade, “A poesia está na rua” arranca com Serra – Espaço cultural e o serviço educativo da Casa-Museu a dinamizar oficinas destinadas a famílias.

Haverá ainda uma tertúlia sobre “Poesia, liberdade e democracia”, com os poetas Luís Filipe Castro Mendes e André Osório, entre outros convidados.

A população local e a companhia Leirena vão estrear uma peça de teatro participativo, com sonoplastia e cenografia criadas por crianças, com orientação da Filarmónica das Cortes e do Serra – Espaço Cultural.

Um concerto da filarmónica, a apresentação do terceiro número da revista de poesia “Acanto” e a projeção do filme “Sophia, na primeira pessoa”, completam a programação.

“Queremos fazer uma festa no jardim, queremos trazer as pessoas à Casa-Museu, garantindo que o espaço é apropriado por elas. Pretendemos abrir a Casa-Museu ainda mais à comunidade e ao público, não só das Cortes, mas também de Leiria, da região e do país”, concluiu o diretor executivo da FMSMB.

O festival “A poesia está na rua” começa às 16:00, com programação até à noite nos espaços verdes da Casa-Museu.

A entrada é gratuita, mas limitada a 100 pessoas, cumprindo as orientações da DGS para programação cultural ao ar livre.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.