Assinar


Nazaré

Câmara da Nazaré retoma requalificação da avenida Vieira Guimarães

Obras têm financiamento público nacional e europeu e foram interrompidas durante o período da época balnear.

default

As obras de requalificação da avenida Vieira Guimarães, interrompidas durante a época balnear, vão ser retomadas e prolongar-se por mais cinco meses.

A intervenção representa um investimento de quase 770 mil euros e visa a transformação desta artéria, um arruamento fundamental de acessibilidade a serviços, como a Câmara Municipal, o mercado, a PSP, comércio e restaurantes, “numa via de sentido único”, divulgou a autarquia, em comunicado, esta terça-feira.

A obra incluiu ainda o redimensionamento dos passeios, o reajustamento da localização dos táxis, a ordenação e aumento da capacidade de estacionamento e a priorização dos percursos e atravessamentos pedonais.

A intervenção tem um investimento total de 769.724,98 euros, contemplando ainda a instalação de mobiliário urbano em linha com o existente noutras artérias já requalificadas, bancos coletivos, papeleiras e parques de bicicletas.

A Câmara da Nazaré prevê ainda iniciar “em breve” a obra de requalificação da praça Sousa Oliveira, que dará prioridade à “eliminação das barreiras arquitetónicas, criação de uma maior fluidez de circulação, redesenho do canal automóvel que a atravessa, e à criação de condições que permitam a existência futura de espaços de esplanada com uma linguagem única”.

Vista aérea da praça Sousa Oliveira, na Nazaré. Foto: CMN

Esta segunda intervenção terá um custo de 524.285,12 euros e visa melhorar o acesso ao ascensor, estabelecimentos hoteleiros e de restauração, através da “reorganização do espaço e a melhoria do conforto de utilização, mantendo a circulação rodoviária em direção à rua Mouzinho de Albuquerque”.

As mudanças, as intervenções e os prazos previstos foram apresentados, na passada sexta-feira, pela autarquia aos comerciantes e empresários com estabelecimentos nos locais das obras, durante uma sessão pública de esclarecimento.

As obras irão decorrer por um período de cinco meses e têm apoio financeiro público nacional e da União Europeia, através do programa Centro 2020; Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.