Assinar
Cultura

Exposição Plasticidade recebe prémios da APOM e dá origem a coleção do Museu de Leiria

Os prémios atribuídos em 2020 foram hoje entregues ao Museu de Leiria numa cerimónia presencial, seguida de visita guiada à exposição.

CML

A Associação Portuguesa de Museologia (APOM) entregou hoje os prémios atribuídos em 2020 à exposição Plasticidade – Uma História dos Plásticos em Portugal, patente no Museu de Leira desde abril de 2019.

Pedro Inácio, vice-presidente da APOM, aproveitou a ocasião para lembrar a visita que fez à exposição aquando da sua inauguração e o quanto ficou impressionado com o “mote moderno” atribuído “àquilo que são as grandes formas de poluir os mares e os oceanos que, por irresponsabilidade e por falta de conhecimento, todos nós acabamos por cometer”.

Considerou ainda que aquele aspeto constituiu “um ponto muito valioso para que a exposição fosse um farol educador para transmitir, sobretudo às camadas mais jovens, a importância deste produto, da sua reutilização e da reciclagem”. E concluiu: “é uma exposição de referência”.

Foram entregues à exposição Plasticidade o prémio na categoria “Trabalho de museologia”, duas menções honrosas nas categorias “Exposição Temporária” e em “Intervenção em Conservação e Restauro” e uma menção especial em “Boas Práticas em Inclusão e Acessibilidade”.

Durante a cerimónia, Mário Esteves, um dos particulares que emprestou peças para a exposição, deixou também o seu apreço pelo trabalho e acolhimento prestado pela equipa do Museu de Leiria e a satisfação perante o êxito da exposição.

Vânia Carvalho, responsável do museu, deu ainda a conhecer os dois fascículos das exposições de Nuno Sousa Vieira e de Ana Bonifácio, que estavam em falta no catálogo. E revelou que está a ser constituída a coleção “Plasticidade”. Nela, explicou, irão constar objetos que estão já expostos, assim como outros que foram doados desde o início da Plasticidade. A coleção irá integrar o acervo do Museu de Leiria.

A responsável adiantou também que vai ser lançada uma versão em inglês do catálogo.

Depois da entrega dos prémios, foi feita uma visita guiada pela Plasticidade, revelando outras novas peças que integram o Museu de Leiria, nomeadamente dois quadros de Josefa de Óbidos.

A exposição Plasticidade – Uma História dos Plásticos em Portugal resulta da parceria entre o município de Leiria e o projeto de investigação “O Triunfo da Baquelite – Contributos para uma História dos Plásticos em Portugal”, desenvolvido no Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia – Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia – FCT.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.