Assinar
Desporto

Praia do Norte recebe primeira grande ondulação da época entre quarta e domingo

Ação dos surfistas pode ser acompanhada, a partir de casa, através das câmaras instaladas no Forte de São Miguel Arcanjo. Previsões meteorológicas vão condicionar acessos.

Portugal continental começa hoje a ser afetado por chuva por vezes persistente, agitação marítima forte e vento, efeitos colaterais da passagem da depressão Barra. Na região, os efeitos vão registar-se sobretudo no litoral, com as ondas a poder atingir 12 metros de altura.

Com a depressão chega também a primeira grande ondulação da época na Praia do Norte, concelho da Nazaré, que irá prolongar-se, pelo menos, até domingo, dia 11, mas a recomendação é que a ação dentro de água seja acompanhada maioritariamente a partir de casa, pelas plataformas digitais, uma vez que vão existir várias limitações de acessp.

O fenómeno do Canhão da Nazaré atrai, regra geral, muitos curiosos, quer presencialmente, quer através dos canais digitais e, por isso, a autarquia e a Polícia Marítima já ativaram o plano de segurança.

Devido à previsão de vento muito forte, o terraço do Forte de S. Miguel Arcanjo estará encerrado ao público no dia de amanhã, quarta-feira, e a lotação máxima nas restantes áreas do monumento será de 40 pessoas, informa a autarquia, através da página da Praia do Norte.

Com o objetivo de “minimizar os riscos e de garantir que todos os que entram no mar regressam para a praia”, a Câmara disponibiliza, desde ontem, “cerca de uma dezena de funcionários e vários veículos” que integrarão um dispositivo a que se juntam nadadores-salvadores, bombeiros e “um médico e uma enfermeira que estarão na praia prontos a atuar”. 

A segurança “quer do público quer dos surfistas” é também, ao longo de toda a semana, a prioridade da Capitania do Porto da Nazaré, cujo comandante, Zeferino Henriques, afirmou à Lusa que manterá em alerta “todo o efetivo”, ou seja, uma dúzia de agentes da Polícia Marítima.

“A grande preocupação é a segurança das pessoas na falésia” que ladeia os acessos à Praia do Norte, sublinhou o capitão do Porto que, “face à meteorologia adversa”, alerta para “a perigosidade de as pessoas se deslocarem ao local para verem as ondas gigantes, porque na quarta-feira se esperam condições bastante perigosas e violentas em termos de vento”.

Para além disso, a Polícia Marítima “estará no local também para fazer cumprir as regras em relação à pandemia [de covid-19]”, apelando a que aqueles que ainda assim se concentrem nos acessos ao farol “cumpram o distanciamento, o uso de máscara e os cuidados de higiene”.

Como alternativa, para quem pretende acompanhar as manobras que se realizam dentro de água e a dimensão deste espetáculo, as atividades realizadas pelos surfistas vão ser transmitidas através das câmaras instaladas no Forte de São Miguel Arcanjo (https://praiadonortenazare.pt/live-cams/ ).

O distrito de Leiria está sob aviso amarelo, entre as zero e as 3 horas do dia 8, subindo depois o aviso para laranja, entre as 3 horas do dia 8 e as 12 horas de dia 9, quinta-feira, verificando-se a previsão de existirem ondas de noroeste com 5 a 6 metros de altura significativa, podendo atingir 12 metros de altura máxima.

Durante o resto do dia de quinta-feira o aviso volta a ser amarelo, com ondas de 4 a 5 metros.

A época de ondas gigantes acontece tradicionalmente na Nazaré entre final de novembro e início de fevereiro, atraindo muitos surfistas nacionais e estrangeiros mas também milhares de adeptos que se concentram para assistir à prática do tow-in surfing.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.