Assinar
Legislativas 2022

“O melhor resultado previsível para o Bloco é um mau resultado”, diz Ricardo Vicente

Partido perde o deputado eleito no distrito nas últimas três eleições.

Foi um ambiente de consternação aquele que se viveu na sede do Bloco de Esquerda, em Leiria, ao início da noite. A queda do partido de terceira força no distrito, em 2019, para o quinto lugar nesta noite eleitoral representa “uma derrota”.

Depois de eleger um deputado nas últimas três eleições legislativas, o Bloco de Esquerda perde esse representante no distrito, nesta noite eleitoral. Ricardo Vicente, cabeça-de-lista por Leiria, procurava a reeleição como deputado mas, à saída das primeiras projeções, admitia que a manutenção seria algo bastante díficil.

“O Bloco apresenta-se às eleições com o objectivo de ter o maior número de votos possível, as sondagens a concretizarem representaram uma derrota para o nosso processo eleitoral, a nível nacional, e a nível distrital. Se se concretizarem, ainda há um intervalo largo, mas o melhor resultado previsível para o Bloco, é um mau resultado. Fazemos esse balanço, sem qualquer dificuldade em percebê-lo, essa é a realidade”, disse Ricardo Vicente ao REGIÃO DE LEIRIA.

Com os resultados fechados no círculo de Leiria, o mau resultado do Bloco de Esquerda confirmou-se com a saída de Ricardo Vicente da Assembleia da República.

“Nós lamentamos ter ido para um processo eleitoral que não desejámos e que o Partido Socialista impulsionou, com o objetivo de atingir uma maioria absoluta. Vamos ver se esse objetivo se concretiza ou não. Se se vier a concretizar, então teve o governo uma boa estratégia para atingir os seus fins. Da nossa parte é um mau resultado, nós continuaremos focados naquilo que são as nossas principais prioridades para o país”, disse, antes dos resultados eleitorais no círculo de Leiria estarem encerrados.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.