Assinar
Leiria

Projeto RecicLAR arranca hoje em Regueira de Pontes

Contentor das embalagens é o primeiro a ser colocado e recolhido porta a porta. Amanhã será a vez do contentor castanho (biorresíduos).

O projeto ‘RecicLAR’, que se destina-se à recolha de resíduos urbanos de embalagens de papel e cartão, de plástico e metal, de vidro, biorresíduos e indiferenciado, de porta em porta, chega hoje às ruas de Regueira de Pontes, freguesia do concelho de Leiria.

Para tal, serão distribuídos cinco mini contentores de cores diferentes, que as famílias deverão colocar à porta de sua casa para os resíduos serem recolhidos em dias específicos. Para cada dia há um contentor de cor diferente recolhido.

Na primeira fase do projeto foram distribuídos baldes para a reciclagem junto de cada um dos cerca de 1.000 fogos habitacionais e agora, depois dos lixos colocados diretamente nos baldes, sem sacos, serão recolhidos segundo o estipulado no calendário.

Se forem detetados resíduos nos baldes errados, a recolha seletiva não será feita e o cidadão terá um autocolante com a informação respetiva.

Cada equipamento está associado a cada moradia através de sistema de leitura de dados, que a médio prazo, poderá servir para medir a quantidade de lixo e se refletir em poupança na fatura, pela adesão à reciclagem.

Com um investimento municipal de 207.917 euros, o ‘RecicLAR’ terá a duração de 12 meses, sendo depois estendido a outras freguesias, de forma gradual, após uma avaliação e monitorização do projeto.

O objetivo é “aumentar a taxa de reciclagem, contribuindo para alcançar as metas de valorização de resíduos de embalagem, determinadas pela União Europeia” e “diminuir a quantidade de resíduos urbanos depositados em aterro”, esclareceu Luís Lopes, vereador do Ambiente da Câmara de Leiria, na apresentação do projeto.

Os contentores comunitários vão acabar por desaparecer, quando o modelo porta a porta estiver totalmente implementado.

Se ainda lhe restam dúvidas sobre este projeto, conheça um pouco melhor como funciona:

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.