Assinar
Marinha Grande

Dupla de bombeiros ajuda Mariana a nascer em casa

Foi na cidade da Marinha Grande e aconteceu esta manhã. Equipa dos bombeiros ajudou uma nova e apressada marinhense a nascer em casa

A equipa de bombeiros da corporação que assistiu ao parto no domicílio Foto: BVMG

A pequena Mariana, assim se chama o bebé que nasceu hoje, às 8h13, na Marinha Grande, estava apressada e nem esperou pela chegada ao hospital, nascendo em casa dos pais.

Foi na cidade da Marinha Grande e aconteceu esta manhã. Tiago Nunes e António Oleiro, elementos dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande, ajudaram uma nova marinhense a nascer, em casa.

O plano inicial era permitir o parto no local mais usual: a unidade hospitalar. Mas uma vez em casa dos pais da pequena Mariana, Tiago Nunes, oficial de segunda dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande e António Oleiro, bombeiro de terceira da corporação,  depois de avaliarem a situação, rapidamente perceberam que teria de ser aí que o nascimento ocorreria.

“Constatámos que as contrações estavam muito curtas e a mãe expressou a vontade de ter a criança no local”, relata Tiago Nunes.

E assim foi. “Foi uma experiência enriquecedora, com grande felicidade, correu com tranquilidade”, explica ao REGIÃO DE LEIRIA Tiago Nunes que adianta que a experiência da mãe da Mariana, que já tinha tido dois filhos, foi relevante para que tudo tenha acontecido sem percalços e que o papel dos bombeiros tenha sido, sobretudo, de “prestar assistência”.

Este foi o primeiro parto que Tiago Nunes assistiu nestas circunstâncias e fala de “uma felicidade imensa ajudarmos a trazer uma vida a este mundo”, tanto mais, explica, quando todos ficaram “de saúde e felizes”. 

Toda a situação foi coordenada com a estrutura que presta apoio e socorro, e uma equipa médica dirigiu-se ao local, embora a pressa da Mariana a tenha levado a nascer poucos minutos antes da equipa médica ter chegado.

Mãe e bebé foram avaliadas no local e conduzidas ao Hospital de Santo André, em Leiria.

A história invulgar e feliz, motivou a corporação a partilhar o sucedido.

“Numa altura em que as principais notícias que nos rodeiam, nos deixam tristes e dececionados com a humanidade que nos envolve, eis que uma injeção de energia positiva e de motivação extra nos leva a continuar sorrindo”, refere a publicação que a corporação deixou na sua página no Facebook.

Chegada hoje ao mundo e à Marinha Grande, a Mariana já teve a capacidade de acrescentar “felicidade imensa” a quem a ajudou a nascer. E, claro, à família. Bem vinda, Mariana.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.