Assinar
Sociedade

Carolina Velez, do Equador: A ambição da vida na Europa e a vontade de estudar fora

Tem 22 anos e deixou a cidade natal em busca de mais segurança e uma qualidade de vida superior. Os estudos no ensino superior trouxeram-na até Leiria.

Carolina Velez chegou à cidade de Leiria há cerca de sete meses, vinda de Quito, capital do Equador.
Estudante de Relações Humanas e Comunicação Organizacional, no Politécnico de Leiria, aterrou em terras leirienses com o objetivo de se licenciar e ter um estilo de vida melhor.

Tem 22 anos e conta já com uma experiência profissional, de dois anos e meio, nos Estados Unidos, como ama. Regressou depois à sua terra natal mas decidiu que não era ali que pretendia continuar. “Voltei para o Equador e estive lá apenas duas semanas, mas foi o que bastou para haver um choque e perceber que o nível de segurança que tinha não era o desejável. Nessa altura conversei com a minha mãe e disse-lhe que iria procurar opções para estudar na Europa”, conta.

A escolha de Leiria como palco para prosseguir os estudos deveu-se, em grande parte, a uma pesquisa que lhe deu uma ideia do que iria encontrar por cá. “Investiguei muito sobre o clima, a qualidade de vida e a cidade, e gostei muito. Daí ter escolhido Leiria”, diz. E complementa: “É uma cidade barata, não é muito grande e fica tudo perto”.

Em relação à barreira da comunicação tem ainda algumas dificuldades, refere. “Tenho um bocado de vergonha de falar português. Percebo, mas tenho mais dificuldade para falar”. Contudo, Carolina Velez destaca a disponibilidade da comunidade leiriense que tem conhecido. “As pessoas têm sido muito simpáticas e acolhedoras, quando não estou a perceber algo falam mais devagar, percebem que existe ali uma diferença ao nível da comunicação e facilitam”, afirma.

Nos tempos livres gosta de “sair para caminhar, ir comer em novos restaurantes, conhecer novos cafés e passear em espaços verdes”, afirma.

O futuro ainda está por definir, no entanto, a equatoriana espera licenciar-se e já equaciona o grau de Mestre. “Agora quero acabar o meu curso, depois talvez faça mestrado e procure um emprego” e, apesar de querer voltar ao Equador, em férias, voltar para viver não é opção: “é muito inseguro e essa é mais uma das razões pelas quais não fiquei lá a estudar”.

Quito, Equador

Fundação 6 de dezembro de 1534
Habitantes 2,011 milhões (2020)
Área 372,4 km²

O melhor por cá
“Adoro todas as atividades que há em Leiria. Dos eventos no centro, no castelo, no estádio”, afirma a jovem de 22 anos.

O pior por cá
“O clima é muito quente no verão e muito frio no inverno”, diferente do que existe no Equador, admite.

O mais surpreendente
A segurança que sente nas ruas.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados