Assinar
Sociedade

Três famílias desalojadas em Alvaiázere e incêndio em Colmeias volta a ficar ativo

Portugal está em situação de contingência até domingo. O distrito de Leiria está hoje sob aviso laranja.

BR

O incêndio que tem estado a atingir Alvaiázere desde quinta-feira destruiu três casas de primeira habitação e provocou ferimentos num bombeiro da corporação daquele concelho do distrito de Leiria, disse à agência Lusa o presidente da Câmara.

João Paulo Guerreiro adiantou, pelas 11h30, que a “situação está mais calma”, mas que os “estragos são muitos”.

“Estamos a fazer o levantamento dos danos, além de controlar os reacendimentos. Tivemos de retirar cerca de 50 pessoas, que começam a regressar às suas habitações à medida que há segurança”, adiantou o autarca.

João Paulo Guerreiro lamentou ainda o registo de um bombeiro ferido.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Alvaiázere, Bruno Gomes, confirmou que durante uma manobra de combate ao fogo um operacional sofreu uma fratura no fémur e que está hospitalizado.

“Ainda temos muitas reativações e sete quilómetros a arder”, acrescentou o comandante.

Fonte do Centro Hospitalar de Leiria informou a Lusa que o Serviço de Urgência do Hospital de Santo André recebeu nos últimos dias 10 feridos devido aos incêndios.

O fogo em Alvaiázere, que se reacendeu na terça-feira, resulta de um incêndio no concelho de Ourém, que deflagrou na quinta-feira, dia 7.

Segundo o sítio na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, às 12:20, o incêndio estava classificado como em resolução e estavam no local 413 operacionais, apoiados por 132 viaturas.

Fogo em Colmeias e Memória (Leiria) novamente ativo

O incêndio florestal que deflagrou na terça-feira na Caranguejeira, concelho de Leiria, e que esta madrugada entrou em resolução, reacendeu na manhã de hoje, disse à agência Lusa o vereador com o pelouro da proteção civil, Luís Lopes.

Segundo o autarca, houve vários reacendimentos no perímetro do incêndio, com destaque para Portela do Outeiro, Lourais e Crasto, na União de Freguesias de Colmeias e Memória.

Este responsável frisou não haver danos em habitações ou registo de feridos.

Luís Lopes adiantou que se espera, nas próximas horas, com o trabalho de combate, que o fogo regresse ao estado de resolução.

O vereador pediu para que todas as pessoas “se mantenham atentas e em alerta”, evitando comportamentos de risco.

“Toda a ignição que surja será sempre mais complexa de gerir até pela escassez de recursos, que estão empenhados em todos os incêndios atualmente”, acrescentou.

O incêndio começou na Caranguejeira e atingiu Colmeias e Memória, Milagres, Boa Vista, e a União de Freguesias de Souto da Carpalhosa e Ortigosa.

Às 00h12 de hoje, o incêndio tinha entrado em resolução.

Portugal continental está em situação de contingência até domingo.

A situação de contingência corresponde ao segundo nível de resposta previsto na lei da Proteção Civil e é declarada quando, face à ocorrência ou iminência de acidente grave ou catástrofe, é reconhecida a necessidade de adotar medidas preventivas e ou especiais de reação não mobilizáveis no âmbito municipal.

Hoje, o distrito de Leiria está sob aviso laranja, devido à persistência de valores muito elevados da temperatura máxima, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados