Assinar


Nazaré

Câmara vai construir novo depósito de água para abastecer a alta da Nazaré

“Este reservatório terá uma capacidade oito vezes superior ao atual reservatório do Sítio”, segundo a autarquia

A Câmara da Nazaré vai construir um novo depósito de água para abastecer toda a zona alta da vila, num investimento superior a 800 mil euros que a autarquia considera prioritário.

O presidente da Câmara da Nazaré, Walter Chicharro adiantou que será um depósito com uma capacidade de armazenamento de 2.000 metros cúbicos de água, que numa primeira fase “representa um investimento de 800 mil euros acrescidos de IVA, que vai permitir resolver os problemas de abastecimento de água às zonas mais altas da vila”.

O novo depósito fará parte do futuro reservatório do Camarção, que contará com uma segunda célula a construir futuramente e que terá uma capacidade total de 4.000 metros cúbicos de água.

“Quando estiverem concluídas as duas células este reservatório terá uma capacidade oito vezes superior ao atual reservatório do Sítio, que abastece cerca de 50% das habitações da freguesia da Nazaré”, acrescentou o autarca.

Ainda segundo Walter Chicharro, este “é dos investimentos mais prioritários para o município”, em termos do aumento da capacidade de resposta, designadamente em épocas de seca, como a que se vive atualmente, embora este ano não se tenham registado problemas de abastecimento no município.

Em comunicado, a Câmara informou que a principal finalidade da infraestrutura é a redução das dificuldades de abastecimento a uma extensa área residencial na freguesia, que compreende o Calhau, Sítio, Cooperativa, Nova Nazaré, Pinhal Mar, Cerâmica, Pederneira, Pedralva e Urbisol.

De acordo com a autarquia, esta “é uma obra de premente interesse público que corresponde a um anseio das populações, cuja concretização tem vindo a ser adiada há cerca de 15 anos”.

Walter Chicharro explicou que “esteve prevista a construção de dois depósitos, em dois loteamentos privados, que não avançaram”, o que obrigou a negociações com os promotores e com a instituição bancária detentora das garantias bancárias.

A câmara estima que até ao final de outubro a obra possa ser posta a concurso.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados