Assinar
Porto de Mós

Com menos 35% de água disponível Porto de Mós intensifica combate ao consumo ilegal

O presidente do município destaca o “combate ao consumo fraudulento e aos prevaricadores, através duma equipa de rua constituída para o efeito”

O concelho de Porto de Mós está a enfrentar uma situação de escassez de água, com as reservas “cerca de 35% abaixo do normal para esta altura do ano”, revelou o presidente da autarquia, Jorge Vala, adiantando que estão em cursos diferentes medidas para mitigar o problema.

Entre as ações em curso contam-se a monitorização e avaliação “constante das reservas de água, o registo dos meios apoio necessários caso seja imperativo o transporte às populações e o reforço das campanhas de sensibilização para a poupança junto da comunidade”.

Em resposta a questões colocadas pelo REGIÃO DE LEIRIA, o presidente do município destacou o “combate ao consumo fraudulento e aos prevaricadores, através duma equipa de rua constituída para o efeito”, adiantando, por outro lado, que “é uma preocupação constante dos serviços municipais a deteção e resolução de fugas de água, bem como a substituição de tubagens que se possam encontrar em mau estado”.

Neste âmbito, “foram criadas zonas de medição e controlo, de modo a avaliar permanentemente a existência/aparecimento de perdas de água no sistema de abastecimento de água e foi criado um piquete para intervenção imediata para reparação das roturas. Atualmente, as perdas, incluindo os consumos indevidos e fraudulentos, ascendem a cerca de 35%”, adiantou Jorge Vala.

A autarquia está ainda “a dar continuidade ao plano de substituição de condutas em fibrocimento, a proceder à reparação e requalificação dos reservatórios de água, à substituição/renovação para contadores de última geração, e tem reparada uma candidatura para apoio financeiro à implementação de telegestão na totalidade do sistema”.

Nesta altura, “as regas com recurso a água da rede pública estão suspensas ou substancialmente reduzidos os tempos de rega” e a câmara municipal “continua o investimento em sistemas de rega municipais inteligentes, com sensores de humidade”.

No âmbito da sensibilização, lançou o concurso escolar “Água e energia um futuro melhor”, com vista à redução do consumo de água e energia nas escolas, premiando as melhores ideias e os estabelecimentos de ensino com maiores reduções de consumo.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados