Assinar
Saúde

Alzheimer Portugal promove Passeio da Memória em Pombal

No dia mundial dedicado à doença de Alzheimer, estão programadas algumas atividades na região que visam sensibilizar e ajudar a prevenir o desenvolvimento de demências.

velho com jogo de madeira para combater doença de alzheimer

O Passeio da Memória, iniciativa que tem por objetivo sensibilizar a população para a doença de Alzheimer, regressa esta quarta-feira, Dia Mundial da Pessoa com Doença de Alzheimer, a Pombal.

A caminhada, com início às 17h30 no jardim do Cardal, decorre ao longo da ciclovia até ao açude para terminar no local de partida.

A ação, organizada pela Alzheimer Portugal – Delegação Centro, visa ainda angariar fundos para os diversos projetos da associação, sediada em Pombal.

A inscrição custa dois euros, podendo os participantes inscrever-se pelo email geral.centro@alzheimerportugal.org, pelo telefone 236 219 469 ou no local do evento.

Sensibilização no Bombarral

Já amanhã, quinta-feira, a efeméride é assinalada no Bombarral com uma ação de sensibilização sobre a doença para técnicos, ajudantes de ação direta e familiares de doentes com Alzheimer.

O encontro, organizado pela Alzheimer Portugal Delegação – Centro, tem lugar às 10 horas, no salão nobre da Câmara.

As inscrições são gratuitas e podem ser efetuadas pelo email lucilia.fidalgo@cm-bombarral.pt ou pelos telefones 914 818 806 / 262 609 035.

Prevenir as demências

Segundo a associação Alzheimer Portugal, as demências são atualmente a sétima causa de morte de entre todas as doenças e uma das principais causas de incapacidade e dependência das pessoas com mais idade em todo o mundo.

Estima-se que existam cerca de 200.000 pessoas com demência, em Portugal, número que poderá aumentar, em 2050, para 350.000.

Embora o envelhecimento constitua o maior fator de risco não modificável para desenvolver demência, estima-se que 40% das demências podem ser prevenidas ou atrasadas com mudança de comportamentos e adoção de hábitos de vida mais saudáveis.

No âmbito do projeto “Ativamente – O clube do cérebro”, a associação identifica 12 fatores de risco modificáveis e aponta estratégias que contribuem para reduzir o risco de desenvolver demência.

Aumentar a atividade inteletual, compensar as perdas de audição, cumprir regras de segurança para diminuir o risco de quedas, controlar a hipertensão arterial, combater o sedentarismo aumentando a atividade física e controlar a diabetes são algumas das medidas recomendadas.

Moderar o consumo de álcool, reduzir o peso, parar de fumar, tratar atempadamente a depressão, aumentar a interação social de modo a combater o isolamento e aumentar a exposição a espaços verdes são outras das estratégias apontadas.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.