Assinar
Desporto

Associação de Futebol e Politécnico de Leiria criam torneio entre equipas das escolas da instituição

Prova faz parte do protocolo de cooperação assinado pelas duas entidades para investir e promover o desporto entre os estudantes.

IPLeiria

A relação entre as duas entidades já é antiga e hoje ficou ainda mais firmada com a assinatura de um protocolo de cooperação que vai, entre outras iniciativas, criar um torneio anual de futebol e/ou futsal entre equipas compostas por estudantes das cinco escolas de ensino superior do Politécnico de Leiria.

A assinatura do protocolo decorreu esta quarta-feira, dia 21, nos Serviços Centrais do Politécnico de Leiria, entre Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria, naquele que terá sido um dos últimos anos no desempenho de funções – Carlos Rabadão, o novo presidente do Politécnico toma posse amanhã – e Manuel Mendes Nunes, presidente da Associação de Futebol de Leiria (AFLeiria).  

Além da criação do torneio, destaca-se o apoio do Politécnico na comunicação e publicitação de iniciativas conjuntas ou especificas da AFLeiria junto da comunidade académica, bem como das ofertas formativas da associação, nomeadamente o curso de árbitros.

“Este protocolo de colaboração tem oportunidades e benefícios claros para os nossos estudantes federados, que estão ou no futebol ou no futsal, e traz, simultaneamente, algum retorno potencial de financiamento para o próprio Politécnico de Leiria, para investirmos no desporto e para o promovermos”, refere Rui Pedrosa, citado em nota de imprensa.

“Esta colaboração cria condições particulares para os nossos estudantes se ligarem às várias dimensões de atividade da AFLeiria e poderem apostar em áreas de formação como a arbitragem, onde há uma carência enorme”, considera o presidente do Politécnico, defendendo a necessidade de, neste campo, a sociedade e a educação “evoluírem nos comportamentos”.   

Ainda no âmbito desta parceria, entrará em vigor uma isenção em 50% do valor da taxa de inscrição na AFLeiria aos estudantes do Politécnico de Leiria que pratiquem futebol ou futsal em clubes que pertencem à AFLeiria, revertendo este valor em oferta de material para a instituição de ensino superior, bem como a inclusão dos estudantes do Politécnico no regulamento que prevê a atribuição de prémios de mérito escolar, por ano letivo, a todos os jogadores praticantes inscritos na AFLeiria.

“É precisamente nesta passagem do ensino secundário para o ensino superior que os jovens se deparam com uma lacuna, que nos países desenvolvidos é colmatada com atividade desportiva. Sabe-se que quanto mais evoluída é a formação das pessoas, maior é a participação desportiva”, diz Manuel Mendes Nunes.

“É importante tornar a atividade dos alunos mais agradável e uma das formas para obter maior motivação é através da atividade desportiva. Termos uma atividade de futebol ou futsal, masculino e feminino, numa fase inicial com a AFLeiria e o Politécnico de Leiria, e depois com outros politécnicos e outras associações distritais e regionais de futebol e mais tarde, eventualmente, com a própria Federação Portuguesa de Futebol, é uma forma de promovermos a prática desportiva no ensino superior”, defende o dirigente desportivo.

O protocolo de colaboração prevê ainda o desenvolvimento de distintas ações, nomeadamente trabalhos de investigação, realização de colóquios, seminários e outras ações de natureza análoga, estágios curriculares, extracurriculares, científicos e técnicos, intercâmbio de informação técnica e científica, entre outras.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados