Assinar Edições Digitais
Rosto de José Vitorino Guerra

José Vitorino Guerra

Exclusivo

Tempo incerto: A casa comum

Existem razões para o descontentamento dos portugueses, vítimas de más políticas, de crises económicas e financeiras, de profundas desigualdades sociais e de uma cultura político-partidária que se habituou a varrer o lixo para debaixo do tapete.

A democracia liberal e pluripartidária é o único modelo de regime político que se pode assumir como a casa comum de todos os portugueses, independentemente da sua ideologia, crença religiosa, modo de estar ou de ser, no respeito da Lei e do contrato social, plasmado numa constituição. Uma casa comum onde se pode viver em segurança e com liberdade. Todavia, um número crescente de portugueses vêm-se alheando da prática política existente e das instituições representativas. Para não referir os que, mais desencantados, começam a estar “fartos disto” e dispostos a abraçar um outro destino. Tudo deveria ser bastante, para além da curta experiência democrática, para muitos dirigentes assumirem outra conduta e rigor na gestão dos negócios do Estado e da causa pública.